Paul McCartney em SP: imperdível

Quatro anos depois das antológicas apresentações de novembro de 2010 em São Paulo, o eterno Beatle Paul McCartney retorna à capital paulista, dessa vez no Allianz Parque (obrigado por não me obrigar a ir até o Morumbi) nos dias 25 e 26 de novembro, terça e quarta-feira, e já deixa todos os fãs contando as horas para ver o ídolo de perto novamente.

show 2014

Sir Paul é conhecido por fazer show de quase 3 horas, com aproximadamente 40 músicas de todos os seus 50 anos de carreira, e tem de tudo, de Beatles até Wings, passando por sua excelente carreira solo, um pedaço de cada material que esse ícone da cultura pop lançou entre 1963 e 2013, data de lançamento de seu último álbum, está presente na turnê “Out There!” que já viajou o mundo em mais de 60 apresentações.

De olho em todos esses setlists, nós aqui da Strip Me escolhemos seis músicas que melhor representam o clima da apresentação, ajudando a segurar a ansiedade daqueles que estarão presentes e consolar os que vão acompanhar de casa.

All My Loving

Logo no começo do show, Paul já revive os Beatles com um de seus primeiros sucessos. A cada nova apresentação a Beatlemania nasce novamente, pessoas gritando, cantando, chorando, dançando, enfim. É pra confirmar de cara que você está na presença de algo único.


Maybe I’m Amazed 

O primeiro lançamento após o fim dos Beatles da início a uma seção de baladas na apresentação, deixando todos mais uma vez em lágrimas. A música, dedicada a sua eterna companheira Linda McCartney, é também uma das muitas homenagens a pessoas que inspiraram e fizeram parte de todo o folclore de sua carreira.


Queenie Eye

Para aqueles que gostam de reclamar e alegar saudosismo exacerbado no show, o mimimi acaba aqui. Uma das quatro músicas do álbum “New” presentes nessa turnê mostra que a habilidade de fazer músicas agradáveis a todos os ouvidos e atemporais não tem prazo de validade para Paul McCartney.


Live and Let Die

Talvez o maior sucesso da banda The Wings, essa música já foi regravada e reproduzida por inúmeros artistas desde a década de 1980, mas quando McCartney senta no piano e toca os primeiros acordes, não deixa dúvida de quem a escreveu. A música é um microcosmo do show: é agitada, tem momentos calmos, grande produção visual, execução impecável. Outro momento inesquecível.


Yesterday

Acompanhado apenas de seu violão, Sir Paul emociona todo o público mais uma vez e antes que a multidão tenha tempo de respirar são atingidos com Helter Skelter e o medley que fecha Abbey Road: Golden Slumbers/Carry that Weight/The End.


Hey Jude 

60 mil pessoas cantando com todo o ar de seus pulmões. Poucos artistas conseguem provocar tal fenômeno. Esse é Paul McCartney, por isso todos temos o dever civil de presenciar todo seu carisma, sensibilidade e naturalidade.

 


 

Sobre a Strip Me:

A Strip Me desenvolve produtos de qualidade, com enfoque em camisetas de filmes, camisetas de rock e camisetas de cultura pop. As estampas originais e criativas, bem como a modelagem e os conceitos únicos são características da marca. Na loja virtual você também encontra a linha de acessórios exclusivos. Acesse: www.stripme.com.br

Anúncios

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s