A história por trás de Stairway To Heaven, do Led Zeppelin

A história por trás de Stairway To Heaven, do Led Zeppelin

Dizem por aí que Stairway to Heaven é a música mais tocada por guitarristas em lojas de instrumentos… Não por acaso, é também uma das mais tocadas nas rádios de todo mundo: no play por mais de três milhões de vezes só entre 1971 e 2000.

Parte integrante do disco Led Zeppelin “IV”, que vendeu nada menos que 37 milhões de cópias, a canção tem realmente um quê de magia e acabou por conquistar fãs que nem gostam de Led Zeppelin. Conhece a história por trás da música?

A história por trás da música

Stairway to Heaven teve suas primeiras notas criadas nas férias de Jimmy Page e Robert Plant do ano de 1970. Tudo rolou no Bron-Yr-Aur, charmoso chalé da foto, onde Page deu start na parte acústica, enquanto Plant escrevia os primeiros versos.

Pouco depois, durante um ensaio em Headley Grange, a banda começou a estruturar a música. Jimy Page tinha partes elétricas e partes acústicas, quando teve a sacada genial que elas poderiam ser interligadas. Enquanto Page, John Bonham e John Paul Jones criavam a música, Plant se isolou em um canto pra compor. Quando voltou e começou a colocar a letra na música, estava quase 80% estava pronta. Sim, gênio é gênio.

Headley Grange

Abrimos aspas para John Paul Jones:

“Page e Plant voltaram das montanhas galesas com a introdução e o riff da guitarra. Eu literalmente a ouvi em frente de uma grande fogueira na casa de campo. Eu peguei uma flauta e toquei um riff bem simples que nos deu uma introdução, depois fui até um piano para a seção seguinte, acompanhando as guitarras”.

Jimmy Page, durante a gravação.

ROBERT PLANT disse: “‘Stairway to Heaven’ é uma divagação cínica sobre uma mulher que sempre conseguia tudo o que queria, sem dar a isso a devida reflexão ou consideração”. A relação de Plant com a canção é de amor e ódio. Apesar de ser grande clássico do Led Zeppelin, o cantor se cansou da música e, em meados de 1977, o grupo não a tocava em todos os shows. Em sua carreira solo, Plant não a executava com frequência. Em 1986, ele afirmou que “ficaria com urticária se a cantasse em todos os shows”.

John Bonham, Robert Plant, Jimmy Page e John Paul Jones

“Stairway To Heaven” teve sua primeira exibição em 5 de março de 1971, antes mesmo do Led Zeppelin IV ser lançado. Depois de conquistar seu público inicial, a música se tornou a mais pedida da história das rádios FM dos Estados Unidos, causava até congestionamentos nas linhas telefônicas das estações. 

Robert Plant, Jimmy Page e a icônica guitarra Gibson EDS-1275 
Enjoy!

Já conferiu a Camiseta Led + ACDC exclusiva da STM? Tá disponível na loja de camisetas que vos fala, é só clicar aqui

Como se vestir bem: dicas de looks para o Lollapalooza

Como se vestir bem: dicas de looks para o Lollapalooza

A próxima edição do Lollapalooza já tem data marcada, ou melhor, datas marcadas no Brasil: o evento acontece nos dias 05, 06 e 07 de abril de 2019 e já estamos ansiosos! Se nos basearmos por esse ano, serão mais 03 dias de muita música e experiências que levamos pra vida toda. Estima-se que 100 mil pessoas passem por dia pelo festival, e você não quer ser só mais um na multidão, certo?

Uma dúvida muito comum quando compramos os ingressos de um festival de música é: “o que vestir?”. Muita calma! A gente sabe que festival não tem todo dia. A gente sabe que pra muita gente essa é uma chance única de ver aquela banda que nunca esteve no país. A gente sabe que vem gente do país inteiro e de fora pro festival… Enfim: motivos pra caprichar no look não faltam.

Mas isso não significa vestir algo desconfortável só pra pagar de estiloso no evento, né? De que adianta você ser adepto do básico no look do dia a dia e se “fantasiar” todo no festival? Pensando nisso tudo e com o objetivo de facilitar a escolha do look ideal para o evento, preparamos algumas dicas fáceis de implementar.

Conforto em primeiro lugar!

O sapato é bonito mas aperta? Fuja! A jaqueta de couro não te deixa nem respirar no calor de abril? Corra! Pra usar aquela camiseta slim tem que muchar a barriga durante todas as horas de festival? Esqueça!

Pense no conforto: são 600 mil metros pra desfilar no Autódromo de Interlagos. Ou seja, não dá pra usar um look pensando apenas no visual quando se tem tipo 900 metros de um palco ao outro, né? Um bom e velho tênis, um jeans que quase já tem o formato do seu corpo, uma camiseta descolada, um óculos de sol cheio de estilo e um casaco pra quando a noite baixar é uma escolha inteligente e pode sim deixar o visual muito estiloso.

pra quem acha que menos é mais

Outra opção é ir direto naquele look clássico de festivais de música que não tem como errar. O combo: camisa de banda + calça de corte reto + all star é um desses clássicos e você pode dar um update no look com uma camisa de flanela na cintura que será muito bem-vinda quando começar a esfriar.

Camisas jeans ficam ótimas jogadas sobre camisetas básicas ou camisetas com estampas localizadas. A combinação calça básica com camiseta preta lisa também pode ficar super estiloso apostando em acessórios descolados, como óculos de sol, boné ou mesmo um mix de braceletes. Essa também pode ser uma boa oportunidade pra encher uma mochila de bottons (daqueles que a gente compra e não tem ideia de onde usar, sabe?) e fazer sucesso com o look de festival.

pra quem acha que mais é mais

Agora, se isso tudo tá muito básico pra você, partimos para ideias mais ousadas, que tal? Se você é um cara que curte chamar atenção já no dia-a-dia, nada mais justo do que ousar ainda mais no look do festival. Macacão, boina, chapéu, colete, turbante, bandana, colar, pulseira… Esses são só alguns itens que podem fazer toda a diferença no seu look.

Não adianta nada estar arrasando no visual mas não conseguir nem sentar. O Lollapalooza é um festival grande, com uma média de 50 shows, que rolam em 04 palcos diferentes. Pode ser uma maratona musical! Então priorize peças confortáveis tanto pra andar bastante no asfalto, quanto para sentar no concreto ou se jogar no gramado.

Com essas dicas simples mas muito importantes não tem como esses 03 dias não serem parte de uma experiência inesquecível. Então lembre-se sempre: o que vale é se divertir e se sentir bem, e sua roupa pode ajudar ou atrapalhar nessa hora. Tem alguma dica de look para festival e quer compartilhar com a gente? Só deixar aqui embaixo nos comentários 😉

3 dicas para escolher o presente para o Dia dos Pais e acertar em cheio!

3 dicas para escolher o presente para o Dia dos Pais e acertar em cheio!

Quer Acertar no presente para o Dia dos Pais?

VAI DE STM!

Acertar em cheio no presente pode não ser uma tarefa simples… Mas se você está lendo essas dicas preparadas com muito carinho pela STM para os pais mais descolados da galáxia, quer dizer que o presenteado tem muito estilo, o que já é meio caminho andado! Uma camiseta estilosa STM é mais que um presente: é um jeito de mostrar que você conhece o presenteado e sabe que ele curte cuidar do visual e produtos de qualidade.

Caimento tem que ser perfeito!

Na loja de camisetas STM tem o caimento certo para cada estilo. Navegando pelo site você vai encontrar:

Então, se o pai que você vai dar uma STM de presente é mais clássico e não abre mão de uma camiseta que veste bem, uma peça com corte reto e gola tradicional é o ideal. Já para o pai mais moderninho, que curte um visual mais ousado, as peças STM com gola alongada ou no corte a fio vão fazer sucesso!

descubra os gostos dele!

Conhecer o quem vai ganhar o presente é super importante na hora de escolher o estilo da camiseta masculina. A STM, por exemplo, tem camisetas com estampa ou sem. Camiseta com bolso ou sem, camiseta recortes, camisetas básicas etc. Pra você chegar mais rápido em cada estilo, separamos os links diretos aqui embaixo:

capriche no tema do presente

Nada mais especial do que um presente com a nossa cara, né? Pensando nisso, essa última dica parece básica mas é bem importante. Não adianta dar um presente que você curte e o presenteado nem tanto.

Então, se na hora comprar o presente para o Dia dos Pais você escolheu camiseta com estampa, escolha com carinho! O presente ideal também é uma chance de mostrar que você admira ou compartilha os mesmos gostos dele. Seja camiseta de filme ou uma camiseta de rock, uma camiseta florida, de cartoon, tattoo: essa é a hora de mostrar que você conhece o papai como ninguém.

E aí, já escolheu o presente perfeito para o dia dos Pais? Tem alguma dica matadora pra compartilhar com a gente? Deixa aqui nos comentários!

Como se vestir bem: 03 dicas para usar camisetas estilosas

Como se vestir bem: 03 dicas para usar camisetas estilosas

Vai pra um festival? Garantiu o ingresso daquele show ph*da que você não vê a hora de chegar o dia? Tem um date com uma pessoa moderninha e quer causar uma boa primeira impressão? Vai viajar pra fora? Tem uma festona no final de semana?

São muitas as ocasiões em que queremos chegar com um visual descolado e ser notado no rolê, não é verdade? Uma camiseta estilosa já é meio caminho andado para atingir seu objetivo, você só precisa ficar esperto com o look como um todo pra não exagerar e acertar em cheio no visual.

Pense no todo!

Se sua camiseta é all printed, ou seja, inteira estampada: cuidado e parcimônia, amigo! Uma camiseta estampada cheia de personalidade precisa vir acompanhada de cores neutras e peças com o caimento certo. Se for compor apenas com uma calça ou bermuda, pode optar por escolher uma das cores da camiseta para a peça fazer um tom sobre tom.

stm-camisetas-como-se-vestir-bem-2-1

Agora, se quiser ir além e fazer uma sobreposição com uma camisa masculina, por exemplo, vale apostar em combinações de cores complementares. Lembre-se que se a camiseta é estampada, a camisa é lisa e vice-versa.

Cada um, cada um…

Já faz tempo que a camiseta masculina deixou de ter aquela mesma modelagem quadrada de sempre. Hoje temos modelos mais alongados, modelos mais curtos, camiseta com corte a fio, camiseta reta, camiseta tradicional. Outro detalhe que faz toda a diferença é a gola, que pode ser gola careca, gola V, gola canoa etc.

STM_camisetas-dia-dos-pais-presente7

Quando for escolher o modelo ideal de camiseta pra você é legal saber o que você quer destacar ou esconder no seu shape. Exemplo: camiseta mais curta para parecer mais alto, camiseta com gola alongada para evidenciar o trapézio, camiseta reta para esconder aquela barriguinha de chopp e assim por diante! Já falamos e vamos repetir: camiseta slim não é pra todo mundo. Então, dê uma boa avaliada nos seus pontos altos sempre para escolher a camiseta certa.

stm-camisetas-como-se-vestir-bem-2-3

Saiba o que você compra!

Camisetas que vestem bem geralmente têm um denominador comum: a malha. Malha de toque macio, sim é básico. Mas também uma malha de qualidade, que não vai encolher na primeira lavagem. As malhas 100% algodão são as mais indicadas, mas não para aí. Lembre-se sempre de procurar por camisetas masculinas com malha penteada, a qualidade é top, incrivelmente superior, e garante a durabilidade da sua camiseta.

Curtiu nossas 03 dicas para usar uma camiseta estilosa? Tem algum segredo e quer compartilhar com a gente? Conta aqui embaixo!

Como se vestir bem: 05 dicas de moda masculina

Como se vestir bem: 05 dicas de moda masculina

A principal sacada de como se vestir bem e com estilo é usar a moda para transmitir a sua personalidade, mostrar ao mundo quem você é. Quando o assunto é moda masculina, o segredo é entender quais roupas valorizam sua essência, afinal, seu visual diz muito sobre você, e ninguém quer passar a mensagem errada, né?

Moda nunca foi um assunto só para mulheres: se engana quem acredita nisso. Entender o mínimo de moda e, mais especificamente de moda masculina, já te faz largar na frente, tanto como um cara de estilo, como um cara de bom gosto, qualidades que se refletem em todas as áreas da sua vida: pessoal, familiar, profissional…

Como se vestir bem é uma dúvida que paira em muitos ares nesse Brasil afora. Recebemos dúvidas sempre em nossos canais. E pensando nisso, resolvemos preparar 05 dicas de moda masculina que vão te ajudar a definir o seu estilo e fazer com que você se destaque em qualquer ambiente.

Atenção no caimento!

Modelagem big, oversized, longline, slim fit. Umas exageram no tamanho, outras ficam mais justas, você já deve ter ouvido falar de todas. O lance é que não adianta investir em uma modelagem que está na moda mas não valoriza em nada o formato do seu corpo.

Um exemplo de peças que desvalorizam seu estilo são as camisas estilo hip hop, que são super largas e podem fazer você parecer mais gordo. Outro exemplo são as bermudas cargo, que podem causar a ilusão que a pessoa é bem mais baixa do que é.

A dica aqui então é simples: caimento importa. E escolhendo modelagens mais tradicionais e atemporais você tem mais chance de acertar no visual como um todo. Por isso, quando estiver comprando em uma loja física, experimente o produto. E quando for comprar online, procure a tabela de medidas pra comparar com uma peça que você tem e veste bem. Não tem como errar!

Abuse das cores básicas

Quando o assunto é moda masculina, muitos homens tem dificuldade para dizer quais cores caem bem em si mesmos. Realmente, não é qualquer um que pode sair por aí vestindo uma regata alaranjada. O segredo aqui é mais simples do que parece: investir em um guarda-roupa com 80% de cores básicas.

Deixe as cores mais ousadas para apenas um detalhe no seu look. Por exemplo: ao invés de uma camiseta florida por inteiro, opte por uma camiseta básica com bolso estampado. Afinal um bolso estampado com flores vibrantes já traz as cores necessárias deixar o visual muito estiloso sem forçar a barra.

Branco, preto, cinza, azul marinho, verde militar, bordô e jeans escuro são cores clássicas que neutralizam seu guarda-roupa e te ajudam a acertar na hora de escolher o visual do dia.

Acessório sim!

Muitos homens acham que acessório é besteira, que não vale a pena investir. Isso não é verdade, é só dosar sem exagerar: os acessórios masculinos podem transformar um visual básico em um look de personalidade.

Existem algumas regrinhas no caso dos acessórios masculinos:

Relógios: analógicos para ocasiões formais, deixe os digitais para quando estiver praticando esportes.

Meias: Opte por um par da mesma cor da calça ou do sapato. Meia branca só pro tênis de corrida.

Cintos: cuidado para o acessório não dividir você em dois fazendo uma espécie de “cintura”, opte por modelos clássicos para não errar.

Braceletes: adquira itens de qualidade, com bom acabamento, sem muitos detalhes. O contrário pode resultar em um visual desleixado.

De olho na qualidade

Essa é uma dica bem simples de como se vestir bem, mas faz toda a diferença, acredite: use roupas de qualidade. O tecido não pode ser mole, desbotado, o acabamento não pode ser mal feito. Se tiver estampa, não pode craquelar, apagar, desaparecer. Enfim, roupas de qualidade criam um visual notadamente mais estiloso e de bom gosto.

Ajuste o look

A regra é clara: nem sobrando, nem faltando. Nem curto, nem muito longo. A roupa masculina deve acentuar a silhueta, valorizando o visual. Para isso, suas roupas não podem ser nem apertadas, nem largas, devem ser roupas que vestem bem. Simples assim!

Não é uma coisa de outro mundo mandar suas peças para ajustar. E pode ir além da barra da calça, viu? Você também pode ajustar larguras, mangas e por aí vai. É só contar com um bom profissional nessa tarefa.

Curtiram as dicas, cavalheiros? Deixem seus comentários e sugestões aqui. Conta pra gente: qual é a sua dica infalível de moda masculina?

Nova Coleção Streets STM

Nova Coleção Streets STM

Está no ar a nova Coleção STM: Streets. Com modelagens e estampas exclusivas, a coleção tem inspiração na cultura urbana e traz elementos super cool para compor os looks mais descolados.

Tattoo, música, cinema e arte estamparam as 10 camisetas masculinas da coleção. As peças já estão disponíveis na loja online, onde você também encontra diversas outras coleções com descontos e um OUTLET com preço único de R$ 49,90 em uma seleção de últimas peças. Corre lá: www.stripme.com.br 😉

Trend: camiseta com bolso

Trend: camiseta com bolso

Básicas, estampadas, coloridas não importa. Já faz algum tempo que as camisetas com bolso ganharam fãs de todas as idades e estilos. Enquanto antes o bolso apenas acompanhava o padrão de tecido ou estampa da camiseta, hoje ele tem destaque especial. Funciona como um acessório no look como um todo.

Screen Shot 2018-01-24 at 18.09.17

A camiseta com bolso é a carta na manga para quem quer se vestir bem mesmo quando a situação pede um visual mais básico. Nesse caso, basta apostar em tons mais neutros, como o branco, off-white, cinza ou preto. Para compor o look vale tanto a calça jeans, quanto a bermuda de tecido mais estruturado.

Screen Shot 2018-01-24 at 18.12.12

Combinações de cores clássicas também são tendência quando o assunto é camiseta com bolso. Vinho, verde militar, marinho, chumbo… Não tem como errar com cores tão consagradas no vestuário masculino.

Screen Shot 2018-01-24 at 18.13.10

Já quando a ocasião é mais descontraída, combina com aquela camiseta com bolso estampado. Florais, animal print, xadrez, listrados… as opções são muitas (mesmo). E é online que você encontra as camisetas com bolso estampado mais ousadas, cheias de estilo e descoladas. Para compor o look, aposte em complementos mais básicos, fazendo do bolso o foco do visual.

Screen Shot 2018-01-24 at 18.07.34

5 Momentos Definitivos na história do Rock

5 Momentos Definitivos na história do Rock

Rock and roll e revolução andam de mãos dadas, a capacidade que o estilo tem de mudar costumes e deixar os mais conservadores de cabelo em pé fica evidente em alguns episódios que apesar de acontecerem de maneira relativamente despretensiosa, acabam tomando proporções globais, ajudando a mudar paradigmas e deixar para trás alguns problemas sociais. Seja por contestação ou puro entretenimento, o rock and roll foi fundamental para o nosso mundo,  por isso (e pela música, é claro) vamos conhecer alguns momentos cruciais para a história do estilo.

Elvis Presley grava na Sun Records, em Memphis.

Em agosto de 1953, Elvis Presley entrou nos escritórios da Sun Records para gravar duas músicas no intuito de presentear sua mãe, após se apresentar no balcão como um cara que “canta de tudo”, Presley terminou sua gravação e deixou todos encantados, inclusive Sam Phillips, o dono do lugar. Quando Elvis apareceu por lá novamente, Phillips deu uma banda para o rapaz e começou a gravá-lo de todas as maneiras possíveis. Em julho de 1954, Presley e sua nova banda gravaram a música That’s All Right, um sucesso instantâneo nas rádios de Memphis que cresceu ainda mais após suas apresentações enérgicas e seu jeito polêmico de balançar as pernas. Um ano depois, Elvis assinou um contrato com a RCA Records e o resto, como dizem, é história.

Rock Around the Clock chega ao topo da Billboard.

Por ter nascido de um processo que misturou blues, country e r&b, é difícil apontar qual foi o primeiro single de rock and roll, porém seu primeiro sucesso mundial é inconfundível. Em 1955 o filme Blackboard Jungle abordou a polêmica questão de colégios inter-raciais em bairros violentos, e tinha a música Rock Around the Clock de Bill Haley & His Comets na trilha sonora. O single de Haley foi lançado em 1954 e passou despercebido, porém após a estréia do filme, Rock Around the Clock se tornou popular entre a juventude rebelde da década de 1950 e se tornou a primeira faixa de rock a atingir o topo da Billboard nos Estados Unidos. O single também chegou ao topo da parada Inglesa e influenciou uma geração que também marcou seu nome na história ao longo das décadas seguintes.

Beatles no Ed Sullivan Show.

Em 1963, os Beatles lançaram dois álbuns que foram chegaram ao topo das paradas na Inglaterra e se tornaram os queridinhos da terra da rainha. Porém, devido a problemas com gravadoras, os Beatles só foram lançados nos Estados Unidos em dezembro daquele ano e ao longo dos dois meses seguintes a banda conquistou todo o país e logo desembarcaram em Nova Iorque para uma turnê americana e uma aparição no famoso Ed Sullivan Show. A apresentação dos Beatles no programa foi assistida por 73 milhões de americanos, a maior audiência de um programa de tv na época e foi amplamente criticada pela mídia. Pouco importou, os jovens adoraram e a Beatlemania já mudava a cara da cultura pop nos Estados Unidos.

rock-camisetas-strip-me-blog-1-AF_

The Rolling Stones no Chess Studios

Em 1964 os Stones foram fazer uma turnê pelos Estados Unidos e em sua passagem por Chicago gravaram no lendário Chess Studios, casa dos maiores artistas de blues de todos os tempos. Lá eles conheceram seus maiores ídolos, incluindo Muddy Waters, e produziram um single que atingiu o topo das paradas britânicas. No ano seguinte, a banda voltou ao estúdio para sessões complementares do álbum The Rolling Stones, Now! e começaram a esboçar seu maior sucesso, (I Can’t Get No) Satisfaction nos estúdios Chess. O sucesso de Satisfaction, além de gerar um hino, atestou a capacidade da dupla Keith Richards e Mick Jagger de escrever hits, o que abriu caminho para sua era de ouro, quando lançaram em sequência Beggar’s Banquet, Let it Bleed, Sticky Fingers e Exile on Main Street, e se tornaram a maior banda de rock and roll do mundo.

rock-camisetas-strip-me-blog-2-AF_

Bob Dylan no Newport Folk Festival.

O Newport Folk Festival era um dos principais festivais do mundo na década de 1960, por manter viva e criativa a tradicional cena de folk music nos Estados Unidos. As edições de 1963 e 1964 trouxeram Bob Dylan inspirado, após o lançamento de seu álbum The Freewheelin’ Bob Dylan ele havia impressionado todos os presentes nessas edições ao desfilar seus já numerosos hits. Praxe de Bob Dylan, após o sucesso da fórmula de 63 e 64 ele resolveu chutar o balde em 1965 e subir ao palco com uma banda elétrica. O set durou três músicas e foi marcado por vaias, atribuídas ao fato da apresentação de Dylan ser elétrica, o que ia à contramão do festival. O curto set se tornou uma das passagens mais importantes e duradouras de Dylan, influenciando quase todas as formas de rock and roll que vieram depois, com seus pupilos mais notáveis vindo do rock alternativo.

rock-camisetas-strip-me-blog-3-AF_


Sobre a Strip Me

Focada em cultura pop e rock and roll, a Strip Me desenvolve camisetas com estilo e qualidade. Nossas camisetas de bandas e camisetas de cultura pop com estampas exclusivas estão disponíveis em nossa loja online, com entregas para todo o país. Let’s Rock!

rock-camisetas-strip-me-blog-produto-AF_

8 momentos icônicos na história da camiseta

8 momentos icônicos na história da camiseta

Ela veste paixões, sonhos, revoltas e protestos. É uma peça democrática e ao longo do tempo foi se tornando indispensável nos guarda-roupas dos mais variados estilos. Estamos falando delas: camisetas. <3

A história da camiseta começa de fato na década de 1950, quando os jovens americanos decidiram colocar pra fora as peças que até então eram usadas como roupa de baixo. Isso porque antes, mais especificamente até o começo do século 20, a maior pretensão de uma camiseta era proteger os homens de incômodos como a transpiração.

Longe de fazer uma linha do tempo, nosso objetivo aqui é mostrar 13 momentos onde a camiseta brilhou e mostrou a que veio. Vem com a gente!

1951
A camiseta conquista Hollywood

A T-shirt vira objeto de desejo quando ninguém menos que Marlon Brando empresta seu sex appeal à peça em “Um Bonde Chamado Desejo”. Os adolescentes ficam simplesmente enlouquecidos e, até o final do ano, as vendas de camisetas somaram um total de 180 milhões de dólares.

strip-me-camisetas-marlon-brando

1955
Tendência Rebel chic

James Dean segue a tendência em “Rebel Without a Cause” (Juventude Transviada).

strip-me-camisetas-james-jean-blog-post8

1950’s
A Chegada da Estampa

A empresa Tropix Togs de Miami adquire os direitos exclusivos da Disney para imprimir imagens do Mickey Mouse outros personagens em camisetas para promover o turismo e a marca.

strip-me-camisetas-mickey-tshirts

1960’s
A camiseta e o rock’n’roll

Capas icônicas de álbuns e símbolos de bandas começaram a virar estampas em camisetas. Foi aí que nasceu a camiseta de rock, quando a língua dos Stones e o prisma do Pink Floyd, por exemplo, começaram a compor os looks mais estilosos em shows e festivais.

strip-me-camisetas-stones-floyd-tshirts

1967
A camiseta que tem algo a dizer

A t-shirt vira pop art de cunho social e político quando Warren Dayton cria as clássicas estampas de Cesar Chavez, da Estátua da Liberdade, dos pulmões poluídos etc.

strip-me-camisetas-protest-tshirts

1969
Tie-dye: tingindo um movimento

A empresa Don Price começa a anunciar brilhantemente seu novo produto: um corante que transforma camisetas “mundanas” em psicodélicas. Assim nasceu o estilo tie-dye, que virou fenômeno depois que algumas peças foram distribuídas e usadas entre participantes e artistas do festival Woodstock.

strip-me-camisetas-tie-dye-tshirts

1984
O que aconteceu em Miami e deveria ter ficado em Miami…

A t-shirt ganha as graças dos estilistas e dos figurinistas. Desfiles e seriados de TV começam então a aderir à peça, como foi o caso de Miami Vice, que lançou a modinha camiseta/blazer com mangas arregaçadas. Uou.

strip-me-camisetas-miami-vice-tshirts-1

2000’s
Meme Mania

Frases engraçadinhas começam a virar estampas. Coisa que ficava (e fica) ainda mais inusitada em alguns casos que a pessoa não tem a menor ideia do que está usando como essa da foto, maaaas… isso é tema pra outro post 😉

strip-me-camisetas-meme-tshirts

James Dean: a invenção do Cool

James Dean: a invenção do Cool

por José Rubens – 

Nenhum ator encarnou tão bem a imagem de ser descolado como o senhor James Byron Dean (tem gente que vai ficar chocada por não ser o Johnny Depp, mas né, acontece nas melhores famílias), o ator de carreira meteórica acabou personificando muito bem a situação de ficar extremamente famoso depois de morto, não que o sucesso estrondoso não viria para James Dean se ele continuasse vivo, muito pelo contrário, porém, por uma nefasta coincidência do destino, ele morreu justamente no momento em que estava tocando o auge com as duas mãos.

Que por falar em morte, um ótimo assunto para quem é apreciador de rolê em cemitério com a companhia da discografia do Sisters of Mercy e de uma garrafona de vinho Dom Bosco (o que não é o meu caso e nem nunca foi, minha fase mais emblemática foi a de usar camiseta GG do Iron Maiden com estampa mal feita, calça jeans vagabunda rasgada e All Star com logotipo de banda confeccionado à caneta, o que deixava minha mãe com muita vergonha alheia), o senhor James Dean foi o primeiro ator a ser indicado postumamente ao Oscar pelo filme Vidas Amargas. Mas vamos contar a historinha desse charmoso e revoltado mocinho desde seu esplendoroso nascimento.

strip-me-camisetas-james-jean-blog-post-1

James Byron Dean nasceu em 8 de Fevereiro de 1931, na cidade de Marion, Indiana. Porém, ele se mudou muito cedo para Santa Mônica, na Califórnia, e lá ficou até sua mãe falecer (com a qual ele era muito apegado). Assim que ela morreu, James decidiu voltar para Indiana e viver lá com sua irmã e seu cunhado. Na adolescência, Dean já mostrava os profundos traços do ícone de uma geração desiludida e deslocada que logo ia se tornar, e passou a ter um relacionamento muito forte com um reverendo da cidade chamado James DeWeerd (o qual, diz a lenda, acabou se aproveitando da candura confusa de Dean, se é que vocês me entendem, espero que entendam, porque minha religião não me permite usar essa linguagem pecaminosa que vocês curtem não, vão procurar Jesus, seus perdidos!).

O jovem Dean foi crescendo e não mostrando uma aptidão muito grande para a escola, mas foi sempre mencionado como um aluno muito participativo, principalmente no âmbito esportivo. Depois de concluir o ensino médio, ele voltou para Santa Monica para morar com o pai, a princípio para fazer um curso preparatório para fazer Direito, mas em seguida transferiu o curso para arte dramática, a contragosto do pai. E foi justamente nessa tortuosa caminhada pelas terras das artes dramáticas que o Actor’s Studio, o Instituto que formou figurinhas como Marlon Brando e Al Pacino, entrou na vida de James.

strip-me-camisetas-james-jean-blog-post2

O começo foi difícil para o rapaz, só conseguia pequenas pontas em séries para a televisão e papéis sem muita importância em filmes como Fixed Bayonets!, Sailor Beware e Has Anybody Seen My Gal?. Mas a vida foi sendo um pouco mais bacana com James Dean e o sucesso começou a despontar na Broadway, que foi mostrando para os grandes estúdios que havia um talentoso rapaz roubando a cena em alguns espetáculos por lá.

E assim o tempo foi passando, um prêmio Tony veio, e um pouco depois veio também um convite do diretor Elia Kazan para James estrelar o filme Vidas Amargas, no papel de Cal Trask, um jovem que faz de tudo para conseguir o amor do pai, este que prefere o irmão de Cal, Aaron. E foi assim que chegou o meteórico e trágico ano de 1955 para Dean, logo depois de Vidas Amargas, James deu vida ao personagem que criou a figura do “jovem rebelde que tinha coração”, com sua jaqueta vermelha e o cigarro em cima da orelha, James deu vida a Jim Stark, o problemático jovem de Juventude Transviada. O filme, além de um sucesso, transformou os padrões da juventude da época, deu uma cara mais “profunda e temperamental” para a ela (então, sabe esse jeitinho que a gente paga de rebelde usando jaqueta de couro, jeans e jogando monóxido de carbono para dentro do pulmão, pois é, agradeça ao James Dean e ao Marlon Brando). E finalmente, James interpretou o abastado Jett Rink em Assim Caminha a Humanidade (não deixa a abertura de Malhação vir na cabeça não, senão ela não vai embora, é sério, ela é demoníaca, é Napalm para o cérebro), interpretação que é tida como a melhor de sua carreira.

E infelizmente, foi nesse mesmo ano que James se envolveu em um acidente fatal, o rapaz começou a ter a corrida de carros como sua maior paixão (a Warner inclusive proibiu ele de correr enquanto filmavam Assim Caminha a Humanidade), passou a competir e obter resultados interessantes, e foi a caminho de uma dessas corridas, em Salinas, Califórnia, que James acabou sofrendo um acidente que tirou sua vida, aos 24 anos (diz a lenda que o carro que ele dirigia, um Porsche 550 Spyder, era amaldiçoado, todos que entravam em contato com o carro, ou se acidentavam de forma fatal, ou grave. Tenho medo dessas coisas, prefiro um Golzinho bola, parece ser um caminho mais ligado a Deus).

strip-me-camisetas-james-jean-blog-post3

Em apenas um ano, James Dean deixou um legado imensurável, para o cinema, a moda e a cultura mundial. E eu fico pensando, se não fosse aquele carro, será que ele acabaria de forma melancólica como o Marlon Brando, ou de uma forma “pai de família humanitário”, como o Paul Newman? Nunca saberemos (assim como nunca saberemos se os Mamonas continuariam fazendo sucesso, acho as duas situações parecidas, se você não acha, paciência, mas sério, parecem sim).

strip-me-camisetas-james-jean-blog-post5strip-me-camisetas-james-jean-blog-post6strip-me-camisetas-james-jean-blog-post7

 


Sobre a Strip Me

You can’t fake cool. Esse é um dos lemas da Strip Me, que desenvolve camisetas de filmes, camisetas de cultura pop e camisetas de bandas originais e exclusivas. Ícones da cultura pop e do comportamento transgressor, como Dean, são inspirações diárias para os produtos que você encontra em www.stripme.com.br, vem!

camisetas-de-filmes-camisetas-de-bandas-strip-me

 

Cadastre-se na Newsletter
X

Receba nossos conteúdos por e-mail.
Clique aqui para se cadastrar.