Abaporu: Um banquete de arte!

Abaporu: Um banquete de arte!

Imagina a cena: Um dia frio de outono no ano de 1920 em Paris. Uma casa simples, em um bairro residencial da capital francesa, reúne alguns artistas para um almoço pouco convencional. Entre os convivas estão Pablo Picasso e Fernand Léger. O prato principal do almoço é uma brasileiríssima feijoada, com caipirinha acompanhando e tudo que se tem direito. A anfitriã e dona da casa é ninguém menos que Tarsila do Amaral. Parece loucura, né? Pablo Picasso comendo feijoada em Paris… mas aconteceu mesmo! E por conta dessa convivência com os bastiões do cubismo e surrealismo na Europa, Tarsila do Amaral voltou para o Brasil e foi essencial para o desenvolvimento do modernismo brasileiro e do famoso movimento antropofágico!

Em janeiro de 1928 Tarsila deu de presente de aniversário para seu marido, o escritor Oswald de Andrade, uma tela  que se tornaria uma das obras de arte mais famosas do Brasil em todo o mundo: O Abaporu. Este quadro foi o pontapé inicial do movimento antropofágico. O conceito da antropofagia vem dos rituais canibais indígenas pré-descobrimento, onde os índios brasileiros acreditavam que devorando seus rivais, absorviam suas qualidades. Sendo assim, os conceitos europeus de vanguarda artística que Tarsila do Amaral absorveu quando morou em Barcelona e depois em Paris foram incorporados a temas essencialmente brasileiros. Inclusive, abaporu em tupi significa homem que come.

Se o movimento antropofágico pregava a assimilação de culturas diferentes para reinventar a nossa própria arte, dá pra dizer que continuamos mais antropófagos do que nunca! Imagina você que o Abaporu pode ser uma capa de disco do Sonic Youth ou um cartaz de filme do Quentin Tarantino! E mais, isso está estampado numa camiseta! O cartunista gaúcho Adão Iturrusgarai é mestre em criar versões alternativas para grandes obras. Depois de recriar com seu traço marcante várias capas de discos clássicos, resolveu dar um passo adiante e fazer uma mistura ainda mais antropofágica, adaptando o Abaporu da Tarsila do Amaral em capas de discos e cartazes de filmes! Tudo isso para estampar uma série de camisetas especialíssimas da Strip Me! Um verdadeiro banquete de arte devorando arte pra você encher o peito!

Adicionar um comentário


Cadastre-se na Newsletter
X

Receba nossos conteúdos por e-mail.
Clique aqui para se cadastrar.