A Nação de Caramelo

A Nação de Caramelo

De onde viemos? Para onde vamos? Essas perguntas que desde sempre estiveram presente na filosofia humana permanecem sem uma resposta concreta e definitiva. Mas tem uma coisa que é certeza absoluta. Não importa de onde viemos e para onde vamos, com certeza sempre estivemos, e sempre estaremos, acompanhados de alguns cachorrinhos. A arqueologia já comprovou que desde que que os seres humanos começaram a viver em grupo, se estabelecendo em tribos e etc, os cachorros já estavam ali no meio. Claro, não eram como são hoje, se assemelhavam muito mais aos lobos e tal. Mas o fato é que, quando o homem inventou a roda, já tinha uma cachorrada em volta latindo e tentando mordê-la. 

Falando sério, nossa relação com os cães é muito antiga. E assim como nós, seres humanos, evoluímos com o passar dos milênios, os doguinhos também. E muito da evolução deles foi por nossa causa. À medida que os seres humanos se esforçavam para domesticar os cães, eles foram se adaptando a novas rotinas, hábitos alimentares e, principalmente, sendo induzidos a se reproduzir com outras raças. Sim, porque as raças que hoje chamamos de pura, em algum momento foram um cruzamento de raças diferentes. Por exemplo, você pode ter um boxer e dizer que ele é de raça pura, pois os pais e os avós dele também eram boxers. Só que o boxer é um cruzamento de bullenbeisser, uma raça comum na Alemanha, com o bulldog inglês. E o bullenbeissere o bulldog também se originaram de outras misturas de raças. Enfim. Não dá pra se dizer que existe uma raça original que originou todas as outras, até porque, desde sempre, os cães se adaptam ao habitat em que vivem.  

E vamos combinar que esse negócio de raça pura de cachorro é legal até certo ponto, né? São muitos padrões a serem seguidos, numa prática que, na maioria das vezes acaba fazendo com que os cães sejam vistos só como um produto, vira mercado. É só você dar uma pesquisada aí em qualquer raça de cachorro e procurar por um filhote que seja de raça pura. Os filhotes são vendidos por valores altíssimos! E sem falar que a maioria das raças puras de cães fazem com que os animais sejam mais suscetíveis a doenças. Afinal de contas, o bom e velho Darwin já deixou claro que praticamente todas as espécies de animais instintivamente cruzam suas raças, para que as características mais fortes de cada uma predomine, resultando num bichinho mais apto a sobreviver. Desta forma, finalmente chegamos no ponto central deste texto. 

Todo mundo sabe que não existe um cachorro mais esperto, mais saudável, mais companheiro, mais resistente, mais inteligente, mais amoroso, mais carismático, mais… tudo, do que o nosso Vira Lata Caramelo! Não é à toa que essa raça inconfundível, justamente por ser indefinida, virou símbolo máximo desta nação! Pelo que já foi dito até aqui, já deu pra sacar que é impossível cravar de quais raças o nosso amado Caramelo se origina. É uma evolução natural, que vem de muito tempo. Se a gente voltar muito no tempo, pra época das civilizações pré-colombianas na América, vamos encontrar entre os povos Maia, Azteca e Inca cães da raça Xoloitzcuintle (nome este dado pelos Aztecas, inclusive). Um cachorro que lembra um pouco o galgo greyhound, mas com a peculiaridade de praticamente não ter pelo. Ainda hoje essa raça é muito popular no México, é praticamente o Caramelo deles. É muito provável que essa raça, foi se misturando a outras trazidas pelos europeus, se adaptando a diferentes habitats e etc. Cientificamente, é possível afirmar que cães como o Caramelo reúnem as principais características das mais diferentes raças, como tamanho mediano, cabeça arredondada, focinho levemente alongado, facilidade de aprendizado, se não tem uma casa e um humano pra chamar de seu, procura andar em bandos e tem a pelagem que varia entre o preto e o caramelo. 

Aliás, a coloração do pelo é uma parada bem interessante. A cor do pelo dos cachorros tem ligação com o sistema nervoso. Originalmente a cor da pelagem de cães e lobos é preta ou cinza. À medida que os cães foram sendo domesticados e se tornando mais dóceis, a coloração do pelo foi clareando e surgindo variações, tornando-se normal surgirem cães malhados e de coloração marrom. Já nos tempos modernos, isso se intensificou com essa busca dos seres humanos por raças mais puras. Ou seja, mais um ponto positivo aí pro nosso insubstituível Caramelo, que, por ter essa cor linda da pelagem, já dá pra sacar que é um cãozinho parceiraço, daqueles que não tem tempo ruim! 

De acordo com estudos, essas mudanças todas e a evolução do lobo para o cachorro, aconteceu quando os humanos passaram a escolher os lobos mais dóceis e tolerantes ao estresse para conviver com eles. Nada mais justo, né… tem que ser um bicho muito tolerante mesmo pra aguentar viver com essa gentinha destemperada que é a humanidade. E não é só aguentar viver, eles ainda conseguem amar a gente! É impressionante! Com toda a razão e mérito os cães tem a alcunha de “melhor amigo do homem”. Alcunha esta que Vinícius de Moraes ebriamente complementou na célebre frase: “Se o cachorro é o melhor amigo do homem, o uísque é o cachorro engarrafado!” 

Mas tem uma coisa que precisa ser dita. O Caramelo só é o que é hoje em dia porque a gente vive uma sociedade bem irresponsável com relação aos animais. Claro, já foi bem pior. Tipo 30, 40 anos atrás. Nos anos 80 era normal ouvir dizer que um vizinho que não queria mais ter cachorro em casa, colocou o bicho no carro, dirigiu até um bairro afastado, pôs o cachorro pra fora e voltou pra casa. Esses abandonos foram fazendo com que animais de diferentes raças fossem cruzando indiscriminadamente nas ruas, vivendo em bando e fuçando em lixos, que é de onde vem o termo “vira-lata”. Atualmente ainda tem muito cachorrinho abandonado pelas ruas, mas pelo menos agora tem várias ONGs que fazem um trampo muito legal coletando, cuidando, alimentando esses doguinhos e deixando eles no esquema para serem adotados. Então, se você tá aí pensando em ter um cachorro em casa, desencana de comprar e adota um! 

O nosso imbatível Caramelo já virou símbolo da cultura pop! Está em todo o canto da internet, onde é sempre visto com ternura, reverenciado e aclamado. Obviamente ele também está na Strip Me, ilustrando duas estampas imperdíveis! Mas a nossa relação, não só com o Caramelo, mas com os animais em geral, vai muito além das estampas nas camisetas! A Strip Me colabora com algumas ONGs de proteção aos animais, bem como de combate à fome. Quando você faz a compra da sua camiseta, pode optar por qual causa quer que a gente ajude, e uma parte do valor da camiseta é doado para uma dessas ONGs, sem acréscimo nenhum no valor que você está pagando, é claro. Então vai lá na nossa loja, dá uma conferida nos lançamentos, nas estampas de cinema, arte, música, cultura pop, compre a sua camiseta e faça com que os Caramelos finalmente possam sentir orgulho de nós, reles seres humanos. 

Vai fundo! 

Para ouvir: Uma playlist deliciosa, cheio de lambeijos! 10 canções que foram escritas de seus donos artistas para seus amados cãezinhos. E tem música ali que você nem imaginava que era feita pra cachorro! Top 10 tracks músicas pra cachorro! 

Para assistir: Olha, eu podia te recomendar aqui um vídeo muito legal do Atila Iamarino falando sobre a origem dos Caramelos, ou algum filme do tipo Marley e Eu… mas quando eu penso em assistir alguma coisa relacionada a cachorro, eu só consigo pensar no clássico da Sessão da Tarde K9: Um Policial Bom Pra Cachorro. É um filme divertidíssimo, com o Jim Belushi solto, atuando numa canastrice deliciosa! O filme é de 1989 e dirigido pelo Rod Daniel. Vale a pena conferir! Tem no Youtube!

Adicionar um comentário


Cadastre-se na Newsletter
X

Receba nossos conteúdos por e-mail.
Clique aqui para se cadastrar.