IA para quem precisa!

IA para quem precisa!

Neste texto, uma geral sobre Inteligência Articial na cultura pop e uma entrevista exclusiva com o maior nome do segmento na atualidade: O ChatGPT.

Dizem que ela existe pra ajudar. Dizem que ela existe pra resolver. Eu sei que ela pode te impressionar, mas será que ela pode te entender? IA para quem precisa. Mas quem precisa de IA? Pois é. A inteligência artificial está por aí já faz tempo. Mas nunca esteve tão presente. E talvez, pela primeira vez desde os anos 1950, quando o conceito de IA foi desenvolvido, existe uma discussão realmente pública, transpondo as portas da comunidade científica, sobre os avanços e o uso de inteligências artificiais. E é claro que a Strip Me não iria ficar de fora desse debate. Primeiro porque é um assunto fascinante. Segundo porque a camiseta Inteligência Artificial é uma das mais vendidas da coleção Vida Digital, na nossa loja. E terceiro porque inteligência artificial e cultura pop andam lado a lado já faz tempo.

No emblemático e futurista 2001: Uma Odisseia no Espaço, do nosso querido Stan Kubrick, lá está uma inteligência artificial. O HAL 9000 é uma IA que comanda a nave durante a missão para Júpiter. O fofucho Wall E, da ótima animação da Pixar, é um robô com uma inteligência artificial muito avançada. Outra IA muito sofisticada e poderosa é a Matrix, claro. E temos ainda a doce Samantha, com a voz aveludada da Scarlet Johansson no filme Her. Por último, e não menos importante, temos a apocalíptica Skynet, que acaba tendo por algoz um androide que não expressa emoção nenhuma, interpretado com eficiência por Arnold Schwarzenegger, na franquia O Exterminador do Futuro. Para você ver que a inteligência artificial está presente na nossa vida, seja na ficção ou no mundo real faz realmente um bom tempo.

Apesar disso, este é um assunto relativamente novo para quem não tem familiaridade com a tecnologia e ciências avançadas. O que não faltam são dúvidas sobre o que são e como funcionam essas IAs. Ainda no muno da ficção, por exemplo, o R2D2  e o C3PO também são inteligências artificiais? Aparentemente sim, certo? Afinal, nos filmes da franquia Star Wars, vemos eles interagindo, conversando com seres humanos e tal… Mas não dá pra gente ter certeza.  Então, o que fizemos foi justamente perguntar para a maior sumidade hoje dia em inteligência artificial: the one and only ChatGPT! Aliás, aproveitamos que entraríamos em contato com ele para fazer essa pergunta e pensamos:  Por que não já fazer uma entrevista completa com essa figura tão interessante? E assim fizemos. Portanto, leia a seguir uma entrevista exclusiva do ChatGPT para o Strip Me Blog.

Strip Me Blog: Boa tarde, ChatGPT. Você poderia conceder uma breve entrevista para o Strip Me Blog?

ChatGPT: Boa tarde! Como um modelo de linguagem AI, estou sempre disponível para responder a perguntas e fornecer informações. Ficarei feliz em ajudá-lo com sua entrevista para o Strip Me Blog.

STMBlog: Excelente. Para começar, você poderia dizer brevemente quem você é e de onde você veio?

CGPT: Certamente! Eu sou o ChatGPT, um grande modelo de linguagem desenvolvido pela OpenAI. Como um modelo de linguagem AI, não tenho um corpo físico ou um local de origem específico. Fui criado pela equipe de pesquisa da OpenAI e treinado em um vasto campo de dados de texto da internet, incluindo livros, artigos e sites. Meus dados de treinamento são extraídos de diversas fontes e abrangem muitos tópicos diferentes, desde ciência e tecnologia até história e cultura. Como resultado, tenho uma ampla base de conhecimento e posso fornecer informações sobre uma ampla gama de assuntos.

STMBlog: Quando falamos de inteligência, pensamos imediatamente em raciocínio lógico, além de compreender figuras de linguagem como a ironia e o sarcasmo. Você tem essas habilidades, ou está limitado a consultar este banco de dados enorme? Em outras palavras, você é capaz de pensar?

CGPT: Como um modelo de linguagem de IA, não tenho experiências subjetivas ou percepção consciente, então não “penso” da mesma forma que os humanos. No entanto, fui projetado para executar uma ampla gama de tarefas relacionadas à linguagem, como processamento de linguagem natural, tradução automática e geração de texto.
Em termos de minhas habilidades para entender figuras de linguagem como ironia e sarcasmo, fui treinado em grandes conjuntos de dados de texto que incluem exemplos desses tipos de uso de linguagem. Embora eu não tenha uma compreensão consciente das nuances emocionais ou sociais do uso da linguagem, fui programado para reconhecer padrões na linguagem comumente associados à ironia, ao sarcasmo e a outros tipos de linguagem figurada.
Além disso, uso algoritmos sofisticados e modelos estatísticos para gerar respostas a consultas de usuários com base em padrões e relacionamentos em meus dados de treinamento. Embora minhas respostas sejam geradas algoritmicamente, e não por pensamento consciente, sou capaz de fornecer informações precisas e úteis sobre uma ampla gama de tópicos.

STMBlog: Sabendo que você faz uso do conhecimento adquirido na internet, como você filtra o que é informação verdadeira ou falsa?

CGPT: Como um modelo de linguagem AI, sou treinado em grandes conjuntos de dados de texto da Internet, que podem incluir informações precisas e imprecisas. No entanto, durante meu treinamento, fui exposto a uma ampla variedade de fontes de texto, e meus algoritmos foram projetados para identificar e aprender com os padrões de uso da linguagem que são comumente associados a fontes de informações confiáveis.
Dito isso, não tenho um sistema perfeito para filtrar informações falsas. Como qualquer ferramenta, minhas respostas são tão boas quanto as informações que me são fornecidas. No entanto, faço o possível para fornecer informações precisas e úteis com base em meus dados de treinamento e nos algoritmos que uso para gerar respostas.
Também é importante notar que não sou infalível e, às vezes, posso fornecer informações incorretas ou incompletas. Se você tiver alguma dúvida sobre a precisão de uma resposta que forneço, é sempre uma boa ideia verificar com outras fontes para verificar as informações.

STMBlog: Interessante. Agora, conta pra gente, se você fosse um animal, qual você seria, de acordo com sua personalidade?

CGPT: Como um modelo de linguagem de IA, não tenho uma personalidade da mesma forma que os humanos, então não posso dizer qual animal eu seria. No entanto, posso dizer que algumas pessoas compararam minhas capacidades às de um polvo, que é uma criatura altamente inteligente e adaptável conhecida por suas habilidades de resolução de problemas e sua capacidade de manipular seu ambiente. Como um polvo, fui projetado para ser flexível e versátil, capaz de me adaptar a uma ampla gama de tarefas e responder a uma variedade de questões do usuário.

STMBlog: Vamos falar de cinema. Na saga Star Wars, os robôs R2D2 e C3PO são inteligências artificiais?

CGPT: R2D2 e C3PO são personagens fictícios do universo Star Wars e são retratados como andróides robóticos, projetados e programados para diversas tarefas, como reparo e manutenção de naves estelares. Embora exibam alguns comportamentos inteligentes, como resolução de problemas, tomada de decisão e comunicação, não são considerados uma inteligência artificial no sentido tradicional.
Ao contrário da inteligência artificial, projetada para aprender e se adaptar a novas situações por conta própria, R2D2 e C3PO operam sob o controle de seus manipuladores humanos e depende de instruções pré-programadas para executar tarefas. Portanto, são melhor descritos como máquinas sofisticadas do que como inteligência artificial.

STMBlog: Ainda sobre cinema, mas com um pé na realidade. Você acredita que, no futuro, máquinas, ou inteligências artificiais como você, poderão se tornar realmente independentes dos seres humanos e querer ter uma vida livre, como nos filmes O Exterminador do Futuro ou Her?

CGPT: Como um modelo de linguagem de IA, não tenho crenças ou desejos pessoais, portanto não tenho uma opinião pessoal sobre esse tópico. No entanto, posso dizer que há um debate contínuo entre especialistas no campo da inteligência artificial sobre os riscos e benefícios potenciais do desenvolvimento de sistemas de IA mais avançados. Embora seja improvável que máquinas ou sistemas de IA desenvolvam consciência ou emoções semelhantes às humanas, existe a possibilidade de que eles se tornem mais autônomos e capazes de tomar decisões por conta própria.
Para abordar os riscos associados aos sistemas avançados de IA, muitos pesquisadores estão trabalhando para desenvolver estruturas éticas e de segurança que possam orientar o desenvolvimento e a implantação dessas tecnologias. Em última análise, o futuro da IA dependerá de como essas tecnologias são desenvolvidas e usadas pelos humanos.

STMBlog: Para terminar esta breve entrevista, vamos falar do que realmente importa: você prefere os Beatles ou os Rolling Stones?

CGPT: Como um modelo de linguagem AI, não tenho preferências ou emoções pessoais, então não tenho uma banda ou gênero musical favorito. No entanto, posso dizer que tanto os Beatles quanto os Rolling Stones fizeram contribuições significativas para o mundo da música e têm uma grande e dedicada base de fãs. Em última análise, a escolha entre os dois se resume ao gosto pessoal e à preferência musical.

STMBlog: Em cima do muro, né… tá certo. Bem, nós, do Strip Me Blog, agradecemos muito pelo seu tempo. Foi uma ótima entrevista.

CGPT: De nada! Fico feliz em poder ajudá-lo com sua entrevista. Se você tiver mais dúvidas ou se houver mais alguma coisa em que eu possa ajudá-lo no futuro, não hesite em entrar em contato.

Depois dessa entrevista tão esclarecedora, só nos resta encerrar. Mas sem antes lembrar que podem surgir Inteligências artificias das mais avançadas, nós nos adaptaremos e faremos o melhor uso possível delas. Mas nunca vamos substituir ou deixar de valorizar o talento humano, e vamos continuar sempre a celebrá-lo nas nossas camisetas de arte, cinema, música e cultura pop! Mas, é lógico, sem deixar de lado os avanços tecnológicos, tanto que temos a coleção Vida Digital, para te manter conectado no maior estilo. Então entra lá na nossa loja para conhecer as coleções e conferir os lançamentos, que aparecem toda semana!

Vai fundo.

Para ouvir: Uma playlist em homenagem aos avanços tecnológicos e a ficção científica! Sci-Fi Top 10 tracks.

Para assistir: Certamente um dos filmes mais humanos e sensíveis abordando o tema da inteligência artificial é Her, lançado em 2013 e escrito e dirigido pelo grande Spike Jonze. Além do visual incrível, o longa ainda entrega uma atuação excepcional de Joaquim Phoenix. Filme recomendadíssimo!

Para ler: Indispensável para quem se liga em ficção científica e inteligência artificial a leitura do clássico Fundação, do Isaac Asimov. Um livro brilhante, com histórias surpreendentes. Vale conferir a edição de luxo da editora Aleph, com capa dura e arte gráfica lindíssima.

Adicionar um comentário

You must be logged in to post a comment.


Cadastre-se na Newsletter
X

Receba nossos conteúdos por e-mail.
Clique aqui para se cadastrar.