De novo! – Filmes que a gente não cansa de assistir.

De novo! – Filmes que a gente não cansa de assistir.

Falando sério, cara. Não tem expressão artística mais completa e transcendente que o cinema. A arte literalmente multimídia, onde uma boa história é escrita, para ser interpretada por bons atores, que será combinada à fotografia em movimento e uma música capaz de emocionar. O cinema é tão marcante que faz parte das nossas vidas, está presente em todo o canto! Desde uma frase de efeito que você fala numa conversa, ou no pôster colado na parede do quarto, naquela memória de infância de ter os primos reunidos no fim do ano na casa da avó assistindo Esqueceram de Mim.

Hoje vamos falar desse cinema da memória afetiva, esse cinema empolgante, reconfortante, que te faz se sentir em casa. Não vamos falar daqueles grandes clássicos, ganhadores de Oscar (apesar de um ter um ou outro vencedor da estatueta na lista que vem a seguir). Porque o foco aqui é aquele filme que, quando você está zapeando os canais da TV e passa por uma cena que você reconhece de cara, você pára ali e assiste até o fim, porque é um filme que você já viu um monte de vezes, mas é tão bom que você larga o controle remoto e se acomoda no sofá. E vamos combinar que muitos dos filmes clássicos, não dá pra ver assim, qualquer hora. Filmes como Apocalipse Now ou 2001: Uma Odisséia no Espaço são filmes densos, que você precisa estar no clima pra assistir. Entretanto, independente do seu humor, se você liga a TV e dá de cara com o Indiana Jones correndo pra não ser esmagado por uma bola de pedra gigante, fica difícil resistir a continuar assistindo. 

Como aqui não tem miséria, listamos 10 filmes que todo mundo já viu mais de uma vez e não cansa de assistir! Vamos à lista!

10 – Feitiço do Tempo (1993)

Imagina que você liga a televisão e se depara com aquele close num rádio relógio marcando seis horas e começa a tocar I Got You, Babe, interpretada pela dupla Sonny & Cher. Você se mantém ali só pra ver se está no começo, no meio ou no fim do filme. E seja em que parte estiver, não dá pra parar de assistir, porque é muito divertido. É o dia da marmota, cara! É o Bill Murray no auge! É uma história irresistível!

9 – Gremlins (1984)

A gente já dedicou um post inteirinho pra este filme aqui neste blog, mas não tem como não falar. Ele é um desses filmes que você já viu um monte de vezes, mas não cansa de ver. Afinal, quem é que resiste àquela carinha fofa do mogwai saindo de dentro da caixa e olhando direto pra você? Aí, você espera pra ver o bichinho ser alimentado, molhado e se transformando… a cidade sendo atacada! Você sabe que é diversão garantida e se dá conta que está assistindo pela enésima vez até o final.

8 – Quanto Mais Idiota Melhor (1992)

O que dizer de um filme que é um amontoado de deliciosas referências ao mundo do rock n’ roll? A placa de “Proibido tocar Stairway to Heaven” na loja de instrumentos, Garth sedutor ao som de Foxy Lady fazendo orelhinhas na cabeça com as mãos… e a épica cena de Bohemian Rapsody no carro! Cara, esse filme é uma instituição da geração 90’s. Qualquer pessoa com mais de 35 anos de idade já viu esse filme uma dezena de vezes na TV aberta durante a tarde e se divertiu! E se pintar a oportunidade de rever, essa pessoa vai rever!

7 – O Exterminador do Futuro II (1991)

A franquia Exterminador do Futuro é muito legal. Mas é indiscutível que bom, mas bom mesmo, é este segundo filme. O primeiro é legal, apresenta os personagens e tal, mas é meio sombrio. Os 4 filmes que se seguiram à partir de 2003 mostram esse mundo distópico e tal, mas não conseguem realmente empolgar. Mas este segundo filme, olha, coloca todos os outros 5 filmes da franquia no bolso! São grandes cenas de ação, um vilão de metal líquido que toma tiro de escopeta e continua correndo, uma trilha sonora empolgante e a eternização da frase “Hasta la vista, baby!”. Não precisa falar mais nada, né?

6 – ET: O extraterrestre

Muita gente foi introduzida no mundo do cinema através deste filme. Talvez, de toda essa lista, ele seja o que melhor representa essa memória afetiva que temos com o cinema, é o confort food da sétima arte. Boa parte das cenas deste filme estão grudadas na memória de quem cresceu nos anos 80 e 90. Um filme encantador e poderoso para crianças, e que demonstra todo o talento de Steven Spielberg para conceber obras fantásticas e atemporais. Um filme irresistível de se rever, seja qual for a sua idade.

5 – Forrest Gump (1994)

Esta é uma das melhores cinebiografias da história. Ain, mas é ficção. Não interessa! A cinebiografia do Forrest Gump é irretocável! Se você tá lá zapeando os canais e dá de cara com um moleque de aparelho nas pernas ensinando o Elvis a dançar, ou Bubba descrevendo todas as maneiras de se preparar pratos com camarão, ou o Forrest e o Tenente Dan comemorando o Ano-Novo… não tem jeito. Só te resta sentar e continuar a curtir o filme todo. Afinal, lembre-se que aprendemos com o Forrest que idiota é quem faz idiotices, como não rever Forrest Gump, por exemplo.

4 – Clube da Luta (1999)

Clube da Luta é um fenômeno do cinema! Claro, ele é empolgante, tem atuações estarrecedoras, cheio de adrenalina, sarcasmo, ação, rebeldia… só por esses fatores já é um filme que vale ser visto e revisto várias vezes. Mas tem um ponto importante. Ele é desses filmes tipo O Sexto Sentido, que tem um plot twist monstro, uma baita surpresa no final, que faz você querer ver o filme de novo, pra poder ver sob essa novas perspectiva que foi apresentada no fim do filme. Acontece que, mesmo com esse plot twist não sendo mais novidade, o Clube da Luta ainda é um filme que dá pra assistir e se divertir sempre, não importa quantas vezes já tenha sido visto. Quanto mais a gente conhece Tyler Durden, mais a gente quer vê-lo em ação!

3 – Pulp Fiction (1994)

E se você tá lá zapeando os canais sem nem olhar pra tela da televisão direito, mas aí você muda o canal e só ouve aos berros: “Say “what” again! I dare you, I double dare you, motherfucker! Say “what” again one more godamm time!”. Só de ler a frase aqui, tenho certeza que você esboçou um sorriso e lembrou da cena. Me fala como é que você vê uma cena dessa e não pára o que tá fazendo pra assistir? Aí você pensa: vou ver só essa cena, porque é muito foda. Aí acaba a cena e entra a conversa do Marcellus Wallace (Does he look like a bitch?) com o Butch… e você: Tá, vou ver mais só esse pedaço. Aí entra numa espiral f#*a de dança ao som de Chuck Berry, overdose, relógio que esteve na bunda de um soldado, Marcellus Wallace looking like a bitch, espada samurai, chopper do Zed, Mr. Wolf limpando carro, carteira escrito Bad Motherfucker… e pronto. Acabou o filme e você tá felizão porque viu mais uma vez essa obra prima!

2 – Curtindo a Vida Adoidado (1986)

Será que existe alguém com mais de 35 anos de idade que nunca tenha visto Curtindo a Vida Adoidado? Muito pouco provável, né? E eu nem falo por ser um filme que realmente passou exaustivamente na TV aberta em mais de um canal por muito tempo. Mas também porque é um filme divertidíssimo, com o qual qualquer jovem se identifica e admira. Quem não quer matar aula num dia de sol pra curtir com a namorada e o melhor amigo andando pela cidade numa Ferrari e acabar num desfile em cima de um carro alegórico cantando Twist and Shout? Sem falar que enquanto isso o diretor de escola só se dá mal tentando provar que o garoto está aprontando e a escola toda se mobiliza numa campanha “Save Ferris” pela melhora de sua saúde. É um filme que emana frescor, diversão e nostalgia.

1 – De Volta Para o Futuro (1985 – 1989 – 1990)

Era pra ser 10 filmes nessa lista. Mas como faz pra falar de apenas um dos filmes da trilogia de De Volta para o Futuro? Considerando os três como um filme só de 3 partes, De Volta para o Futuro é dos filmes mais brilhantes da história do cinema. Um roteiro complexo, mas sem nenhuma ponta solta, que deixa o espectador o tempo todo vidrado na história, uma estética propositalmente datada para ilustrar as viagens no tempo, é uma trama instigante, bem humorada, emocionante. Uma delícia maratonar os 3 filmes num domingo de tarde, mas também dar a sorte de pegar uma das três partes na televisão por acaso e assistir também tem todo um sabor! É a obra maior de Robert Zemeckis, que é um diretor formidável. Um filme tão sensacional que merece um post só pra ele neste blog.

E assim fechamos essa lista saborosíssima  de filmes inesquecíveis, que, assim como a Strip Me, são incríveis, versáteis, agradam vários tipos de pessoas diferentes e, acima de tudo, podem ser resumidos em duas palavrinhas: Diversão & Arte.

Vai fundo!

Para ouvir: Claro! Uma playlist com uma música da trilha sonora de cada um dos filmes citados, pra você, curtir e relembrar. Top 10 tracks Filmes para Rever.

Adicionar um comentário


Cadastre-se na Newsletter
X

Receba nossos conteúdos por e-mail.
Clique aqui para se cadastrar.