Iggy Pop no SPFW + 10 curiosidades sobre o ícone

Iggy Pop no SPFW + 10 curiosidades sobre o ícone

Iggy Pop realmente tem tesão pela vida: tem 67 anos e não tem hora pra acabar. Prova disso é a participação do rock star no São Paulo Fashion Week: foi convidado por uma marca para quebrar (isso mesmo, quebrar) um óculos gigante usando um bastão. Punk ou não?

O músico, que vira e mexe também ataca de ator nas horas vagas, surpreendeu os fashionistas no SPFW mostrando toda a sua atitude punk e contando em diversos veículos: “Sou fã do Brasil. E, desta vez, tive tempo para conhecer a cena rock de São Paulo. Circulei por aí, tranquilamente, por alguns bares de rock, e gostei muito do que ouvi”.

Fãs que somos aqui na Strip Me do ex-líder dos Stoogesinclusive já dedicamos uma de nossas estampas a ele, separamos 10 momentos curiosos da vida de Iggy Pop pra você relembrar e, obviamente, se divertir. Dá um look!

1. Iggy Pop foi criado em um estacionamento de trailers. Isso explica muita coisa.

2. Durante a adolescência ficou amigo dos irmãos trouble makers Ron e Scott Asheton e Jason Alexander. Anos mais tarde, montaram o The Stooges e lançaram três discos (Stooges, Fun House e Raw Power) que marcaram a história do rock, influenciando do punk ao heavy metal.

http://www.youtube.com/watch?v=EDNzQ3CXspU


3. James Newell Osterberg (nome de nascença), ganhou o apelido “Iggy Pop” quando tocava na bandaThe Iguanas.

4. Iggy Pop também é um baterista foda, inclusive largou a Universidade de Michigan para tocar com músicos de blues em Chicago.

5. Iggy causava em suas apresentações: sangrava, ficava pelado, rolava em cacos de vidro e bebia o seu próprio vômito durante seus shows. Marilyn Manson curtiu isso.

Strip-Me-post-Iggy-Pop-SPFW-3

6. O cantor também tem uma carreira no cinema underground. Participou de clássicos cult como Sid & Nancy, O Corvo: Cidade dos Anjos, Sobre Cafés e Cigarros, e até em Star Trek: Deep Space Nine.

iggy-gif

7. O disco favorido de Pop é Bringing It All Back Home, de Bob Dylan. <3

8. A equipe de animação responsável pelo filme O Senhor dos Anéis se inspirou no cantor para criar o corpitcho do personagem Gollum. My precious!


9. Físico esse que aparentemente também apeteceu diversas moçoilas, na listinha de casos e namoricos estão: Debbie Harry, Angela Bowie (na época, casada com David Bowie), Nico (1938-1988), Bebe Buell, Patti Smith entre outras.

10. O músico já declarou que “é triste ser o avô do punk rock”. A gente discorda, Iggy! 😀


Sobre a Strip Me

Na música Lust For Life Iggy Pop canta sobre os prazeres de uma vida nada convencional, tanto que acabou virando o tema do clássico do cinema cult Trainspotting. Essa é a homenagem da Strip Me a um lema que também aderimos: o tesão pela vida! Está disponível na loja online, assim como diversas outras camisetas de bandas, camisetas de filmes e cultura pop. Dá um pulo lá: www.stripme.com.br e have fun!

Strip-Me-post-Iggy-Pop-SPFW-produto

Pulp Fiction Facts

Pulp Fiction Facts

Pulp Fiction é daqueles filmes definitivos. A estética, os diálogos, o roteiro inovador com histórias bizarras que se cruzam, a violência tratada de maneira escrachada, os personagens sensacionais, enfim… Pulp Fiction é, sem sombra de dúvida, o melhor de Tarantino e também um marco na cultura pop.

Assim, como quase tudo já foi dito sobre o filme, resolvermos abordar o lado behind the scenes da coisa. Então, se liga nesses 10 Pulp Fiction Facts que separamos e que você, provavelmente, não sabia. I dare you. I double dare you motherfucker! J

1. O vício de Vincent Vega em Heroína

Para fazer o personagem Vincent Vega da forma mais realista possível, John Travolta pediu a um amigo viciado em heroína para descrever qual a sensação ao usar a droga, já que o personagem Vincent era um viciado em heroína. O amigo então deu a seguinte dica a Travolta: fique bêbado de tequila e deite em uma banheira de água quente; essa será a representação mais próxima possível da sensação dos efeitos da heroína. John Travolta diz que treinou a tática diversas vezes com a esposa em um hotel para se preparar para as filmagens.

StripMe-blog-PulpFiction1

2. O casal Marcellus Wallace e Mia Wallace

Apesar de formarem um casal no filme, é interessante perceber que os personagens não conversam em nenhuma cena.

StripMe-blog-PulpFiction2

3. Ezequiel 25:17

A passagem bíblica citada por Jules antes de atirar em um personagem não é, de fato, verdadeira. Na verdade, Samuel L. Jackson e o diretor Quentin Tarantino usam apenas duas frases originais da bíblia, sendo que o restante do texto foi criado por eles mesmos antes das filmagens.

Se liga: “Ezekiel 25:17. ‘The path of the righteous man is beset on all sides by the inequities of the selfish and the tyranny of evil men. Blessed is he who, in the name of charity and good will, shepherds the weak through the valley of darkness, for he is truly his brother’s keeper and the finder of lost children. And I will strike down upon thee with great vengeance and furious anger those who attempt to poison and destroy my brothers. And you will know my name is the Lord when I lay my vengeance upon thee!”.

StripMe-blog-PulpFiction-gif

4. O papel de Mia Wallace

Uma Thurman fez da personagem Mia Wallace uma referência eterna do que é ser cool, maluca, junkie etc., sendo até impossível imaginar outra atriz senão ela vivendo Mia. Mas, na verdade, antes de Uma Thurman pegar o papel, várias atrizes foram cogitadas, tais como: Julia Louis-Dreyfus, Halle Berry, Meg Ryan, Isabella Rossellini, Daryl Hannah, Joan Cusack e até mesmo Michelle Pfeiffer. Ainda bem que Tarantino ficou mesmo com Uma Thurman, e, reza a lenda que, para convencê-la, o diretor ligou na casa da atriz e leu para ela o roteiro inteiro do filme pelo telefone. Ela topou fazer o papel na hora!

StripMe-blog-PulpFiction4

5. Bad Motherfucker

A carteira usada por Jules Winnfield (Samuel L. Jackson) com a inscrição “Bad Motherfucker” existia mesmo, e era, na realidade, a carteira de Quentin Tarantino.

StripMe-blog-PulpFiction5

6. Robert Rodriguez dirigiu algumas cenas de Pulp Fiction

O diretor Robert Rodriguez é amigo de longa data de Tarantino e juntos já dirigiram diversos cenas em variados filmes. Um fato curioso é que, mesmo não citado nos créditos, Robert dirigiu a maioria das cenas de Pulp Fiction em que Tarantino está atuando.

StripMe-blog-PulpFiction6

7. 8 milhões de dólares

8 milhões de dólares foi o preço de Pulp Fiction. Apesar de extremamente barato para os padrões do cinema americano, destaca-se que dos 8 milhões, 5 foram somente para pagar os cachês dos atores. Com o sucesso do filme, foram arrecadados mais de 210 milhões de dólares nas bilheterias de cinema de todo o mundo.

Cannes Film Festival Retrospective

8. A cena de estupro de Marcellus Wallace

O ator Ving Rhames, que interpreta o chefão Marcellus Wallace, se recusou a fazer a cena onde ele é estuprado. A produção do filme então conseguiu que o ator Max Julien fizesse a cena no lugar de Max.

StripMe-blog-PulpFiction8

9. Kurt Cobain foi cotado para o filme?

Em diversas entrevistas, Courtney Love já alegou que o diretor Quentin Tarantino queria que Kurt Cobain interpretasse o papel do traficante Lance. Ainda segundo Courtney, Kurt negou o papel por achar que estaria fazendo apologia ao uso de drogas. Tarantino negou a história diversas vezes, mas, uma coisa é fato: a semelhança física do personagem Lance (interpretado pelo ator Eric Soltz) com Kurt Cobain é inegável, não?

StripMe-blog-PulpFiction9

10. A cena de Dança no Jack Rabbit Slim

Que Pulp Fiction é cheio de referências a diversos outros filmes, isso é fato. Mas uma cena em especial ganha destaque: a genial cena de dança interpretada por Uma Thurman e John Travolta é, na verdade, uma homenagem de Tarantino à cena de dança de Gloria Morin e Mario Mezzabotta’s no filme de Frederico Fellini.


 

11. Bônus: A palavra Fuck é dita 265 vezes durante o filme.

StripMe-blog-PulpFiction11


Sobre a Strip Me

Na loja online da Strip Me você encontra as camisetas de filmes, camisetas de bandas e camisetas de seriados mais styles. E, como não podia ser diferente, Pulp Fiction é tão bom, mas tão bom, que ganhou não uma, mas duas homenagens da marca: Camiseta Mia Wallace e Camiseta Pulp Fiction. Corre pro site pra garantir a sua: www.stripme.com.br 😉

StripMe-blog-PulpFiction-camiseta

Edward Mãos de Tesoura facts

Edward Mãos de Tesoura facts

Em 1990, estreava uma das maiores obras de Tim Burton: Edward Mãos de Tesoura. Roteirista e diretor do longa, Burton se inspirou em diversas fábulas e contos pra criar a narrativa que também flerta com particularidades à la Frankenstein. Considerado um filme cult, foi lançado somente em alguns cinemas e para um público bem restrito. Mas, o sucesso inegável fez com que o filme chegasse ao grande público.

De fãs para fãs, 10 curiosidades sobre o filme!

1. Johnny Depp fala apenas 169 palavras durante o filme todo.

  1. Tom Cruise, Jim Carrey, Robert Downey Jr. e, pasme, até o rei do pop Michael Jackson, chegaram a ser cogitados para o papel de Edward.

  1. Drew Barrymore foi considerada para interpretar a personagem Kim. Mas foi Winona Ryder, que já havia trabalhado com o diretor Tim Burton em “Beetlejuice” (1988) e era namorada de Johhny Depp na época que acabou estrelando o longa.

"Edward Scissorhands" Premiere

  1. O primeiro esboço do filme foi escrito como um musical. Conceito revisitado por Burton em “O Estranho Mundo de Jack” (1993) e “A Noiva Cadáver” (2005).

SMpost-edward-6

  1. Robert Smith, do The Cure, foi convidado para fazer a trilha do filme. Burton até mandou o roteiro para o músico, mas ele, que não conhecia o diretor e estava ocupado gravando o oitavo álbum do The Cure, “Disintegration”, passou a oferta. Danny Elfman, vocalista da banda Oingo Boingo, aceitou o convite e acompanhou o diretor na produção de outras 9 trilhas sonoras.


  1. A maquiagem do personagem de Edward era bem sussa de fazer, levava só duas horinhas pra ficar pronta.

SMpost-edward-9

As cicatrizes se modificam tanto em tamanho como em profundidade ao longo do filme.

  1. O bairro onde o longa foi filmado é real. Fica nos arredores de Tampa, na Flórida (EUA). Para serem realizadas as filmagens, todas as casas foram pintadas com cores fofas e os moradores, hospedados em um hotel.

SMpost-edward-7

Essa é a visão do bairro hoje.

SMpost-edward-10

  1. O visual de Edward foi inspirado pelo sonâmbulo imortalizado por Veidt em O Gabinete do Dr. Caligari(1920), clássico do cinema mudo.

SMpost-edward-5

  1. Esse menininho correndo na calçada logo no início do filme é Nick Carter, da boybandBackstreet Boys.


  1. A última atuação no cinema do ator Vincent Price (1911–1993) foi em Edward Mãos de Tesoura. E no filme sua participação termina com a morte de seu personagem.

SMpost-edward-8

Uou 🙁


Sobre a Strip Me

De fãs para fãs também preparamos uma t-shirt super descolada em homenagem ao personagem que ganhou nossos coraçõezinhos: Regata Edward Mãos de Tesoura. É descolada, é trend, é style. Na loja online também tem camisetas de filmes, camisetas de rock e camisetas de cultura pop. Dá um pulo lá: www.stripme.com.br

SMpost-edward-cover

Bloco Unidos do Netflix

Bloco Unidos do Netflix

Se você não é um gringo maluco e vermelho torrado de sol, já faz muito tempo que carnaval não é unanimidade. Tem gente que já não tá mais a fim de beber cerveja Crystal quente em quantidades industriais, correr atrás de um caminhão barulhento com um monte de gente suada em volta e cheirando urina no paralelepípedo do centro da cidade.

Para esses seres inconformados com o status quo desse país que tem mais pernilongos que deveria, existe essa benção estadunidense chamada Netflix, a única coisa (fora a sua cama, provavelmente) que faz esses quatro dias de feriado valer a pena.

Pensando em você, que acha que esse pessoal do carnaval tá marcando, separamos uma lista de séries e filmes para assistir nesses dias de folia. Então é só ligar a internet, colocar o soro na veia e dar play em todas as 83 temporadas de Days of Our Lives! Ou não.

FILMES SOBRE VIAGENS

Nossa primeira categoria é para você, que queria desaparecer do seu círculo de convívio habitual por quase uma semana, mas foi sumariamente impedido por uma falta de planejamento prévio ou por um orçamento apertado. Separamos três filmes que vão no mínimo te inspirar a conhecer novos lugares em suas próximas viagens.

Into the Wild

O diretor Sean Penn narra à história de Chris McCandless, que após se formar com louvor em uma universidade, decide abandonar todas suas posses e caminhar até o Alasca, e como uma série de encontros ao longo do caminho mudam sua personalidade.

Clique aqui para acessar no Netflix 

Pequena Miss Sunshine

Uma família excêntrica e disfuncional, determinada a levar sua caçula para um concurso de beleza na Califórnia, atravessa o país em sua Kombi.

Clique aqui para acessar no Netflix

Meia Noite em Paris

Em uma viagem com a família de sua noiva para Paris, um escritor misteriosamente volta para as noites francesas da década de 1920, onde encontra romance e inspiração ao lado de seus ídolos.

Clique aqui para acessar no Netflix

FILMES PRA CURAR O TÉDIO

Quem disse que só porque você escolheu não pular o carnaval tem que dormir por 96 horas sem parar? Enquanto você se anima pra ir até o bar mais próximo, um filme pode te ajudar a chutar para longe o cheiro da cama.

O Lobo de Wall Street

Scorsese conta a história de Jordan Belfort, um magnata de Wall Street. De seu ponto mais alto, em festas homéricas e movimentações milionárias até seu envolvimento com corrupção, crimes e problemas com o governo.

Clique aqui para acessar no Netflix 

Planeta Terror

Uma arma biológica experimental é liberada acidentalmente e transforma milhares de pessoas em zumbis, enquanto um grupo de renegados tenta parar a infecção e os responsáveis por sua exposição. Um clássico thrash de Robert Rodriguez.

Clique aqui para acessar no Netflix 

Trovão Tropical

Três dos maiores atores de Hollywood vão gravar um filme (já atrasado e fora do orçamento) no Vietnã, e são obrigados a se transformar nos personagens que foram interpretar.

http://www.youtube.com/watch?v=jNV7gFOKA10

Clique aqui para acessar no Netflix 

FILMES PRA CURAR A RESSACA

Se a noite anterior foi comprida (em um bar ou casa localizada bem longe da folia, de preferência), o dia seguinte vai exigir muita neosaldina, comida e um filme batido no fundo pra ajudar a pegar no sono e esquecer essa maldita dor de estômago que não vai embora.

Forrest Gump

O ingênuo Forrest Gump, acidentalmente se envolve na maior parte dos eventos históricos do século XX, enquanto busca viver ao lado de sua amada Jenny.

Clique aqui para acessar no Netflix

De Volta para o Futuro

Marty McFly acidentalmente viaja 30 anos no passado com um DeLorean transformado em máquina do tempo de seu excêntrico amigo inventor Doc Brown e tem que fazer seus pais se reunirem antes de voltar para o futuro.

Clique aqui para acessar no Netflix

Edward Mãos de Tesoura

Um jovem com tesouras no lugar das mãos vive recluso em seu castelo até ser adotado por uma família e se apaixonar pela garota que o acolheu.

Clique aqui para acessar no Netflix 

“EU MATO, EU MATO…” QUEM TOCAR MAIS UMA DESSAS MARCHINHAS AQUI PERTO

Com centenas de milhares de blocos em cada rua do seu bairro, fica difícil não ouvir lá no fundo que a pipa do vovô não sobe mais ou que a cabeleira do Zezé insinua algo. Para tentar evitar mais essa mazela, um bom som de qualidade, ou até mesmo um documentário sobre, pode ser o melhor remédio.

All Apologies: Kurt Cobain

Neste documentário da BBC, a trajetória de Kurt Cobain é revisitada através de diversas entrevistas com jornalistas, parte de sua equipe e amigos pessoais vinte anos após sua morte.

Clique aqui para acessar no Netflix

Michael Jackson’s Is This It

Os ensaios para uma turnê de 50 apresentações do eterno rei do pop ao redor do mundo são apresentados nesse documentário de quase duas horas. Infelizmente essas apresentações foram canceladas devido a morte de Jackson em 2009.

Clique aqui para acessar no Netflix

David Bowie: Five Years

Época mais prolífica na carreira de David Bowie, este documentário apresenta um período de cinco anos, que vai do fim da década de 1970 até meados de 1980, quando o camaleão compôs dezenas de clássicos como Heroes, Let’s Dance e China Girl.

Clique aqui para acessar no Netflix

PLANTADO NO SOFÁ

Se a sua intenção é aproveitar toda a folia para colocar em dia sua série favorita, ou até mesmo começar uma nova, você realmente tem muitas opções. Essa é a hora ideal pra assistir tudo de uma só vez e esquecer que existe Sol ou vida fora do seu quarto.

House of Cards

Um congressista Norte Americano que faz de tudo para conseguir o poder que deseja. Série original do Netflix, tem a estreia de sua próxima temporada marcada para o fim de fevereiro.

Clique aqui para acessar no Netflix

Bates Motel

Esse prequel do clássico “Psicose” de Alfred Hitchcock, mostra como Norman Bates se tornou uma das figuras mais assustadoras da história do cinema.

Clique aqui para acessar no Netflix

Better Call Saul

Derivada de Breaking Bad, Better Call Saul apresenta Jimmy McGill, um advogado com muitas ambições e poucos clientes, e sua transformação no advogado criminoso Saul Goodman.

Clique aqui para acessar no Netflix


Sobre a Strip Me

Se música, cinema e séries também são suas paixões, você tem que conhecer a Strip Me, uma marca de t-shirts e acessórios focada no universo da cultura pop e do rock’n’roll. Visite nossa loja virtual, a www.stripme.com.br e conheça nossas camisetas de filmes, camisetas de rock e camisetas de seriados, a gente garante que você vai curtir 😉

stripmepostproduto

Laranja Mecânica Facts: 10 coisas que você (talvez) não saiba

Laranja Mecânica Facts: 10 coisas que você (talvez) não saiba

Por Carlos Cardoso.

Baseado no livro homônimo de Anthony Burgess, Laranja Mecânica (1971) é uma das obras-primas de Stanley Kubrick. Político, filosófico, satírico, ultra-violento e pornográfico; o filme narra as desventuras do violento e carismático Alex (Malcolm McDowell) e seus “droogs” (Pete, George e Dim) em uma Grã-Bretanha distópica e brutal. Se liga então nessas 10 curiosidades que você talvez não saiba sobre o filme:

1) A cena do estupro, onde Alex canta e dança “Singin’ in the Rain” não estava no roteiro. Achando que a cena estava muito convencional, Kubrick perguntou se Malcolm McDowell sabia dançar, Malcolm, então, começou a improvisar, Kubrick adorou o resultado, pagou $10.000 pelos direitos autorais da música.

StripMe-post-LM1

2) O olhar cínico com o rosto levemente inclinado de Alex na primeira cena do filme é conhecido como “Kubrick’s stare”, uma espécie de marca registrada do diretor na sua caracterização da insanidade, presente principalmente em filmes do diretor como: “2001: Uma Odisseia no Espaço”, “Laranja Mecânica”, “O Iluminado” e “Nascido para Matar”. Mais recentemente, influenciou Heath Ledger na construção de sua versão do Coringa.

StripMe-post-LM2

3) O título “Laranja Mecânica” (A Clockwork Orange) refere-se ao tratamento behaviorista no qual Alex é submetido. Nas próprias palavras do escritor Burgess: “O ser humano é dotado de vontade. E pode usá-la para escolher entre o bem e o mal. Se só pode fazer o bem, ou só pode fazer o mal, é uma laranja mecânica – significa que tem aparência de um organismo adorável, com cor e suco, mas que na realidade é um brinquedo mecânico para ser manipulado por Deus ou pelo Diabo.” Na imagem vemos a colcha da cama de Alex, na qual a ilustração representa laranjas.

StripMe-post-LM3

4) Kubrick pediu ao Pink Floyd para usar “Atom Heart Mother”, faixa que abre o álbum homônimo da banda, na trilha sonora. Porém, como o diretor queria uso ilimitado da composição, a banda rejeitou a proposta. Quando Alex visita a loja de discos, é possível ver nas prateleiras a trilha de 2001 – Uma Odisseia no Espaço e Atom Heart Mother. Outros discos visíveis na loja são Lorca, de Tim Buckley, As Your Mind Flies, do Rare Bird, Deja Vu, de Crosby Stills Nash & Young, The Transfiguration Of Blind Joe Death, de John Fahey, Magical Mystery Tour, dos Beatles, After The Goldrush, de Neil Young, The Chicago Transit Authority, do Chicago e In The Summertime, do Mungo Jerry.

StripMe-post-LM4

5) O médico que pinga colírio em Alex enquanto ele é forçado a assistir filmes violentos é um médico de verdade, presente para assegurar que os olhos de McDowell não secassem. Seus olhos foram anestesiados para que as cenas de tortura fossem filmadas sem tanto desconforto. Ainda assim, suas córneas foram arranhadas pelos grampos de metal, causando cegueira temporária.

StripMe-post-LM5

6) Na cena em que os “droogs” chegam de carro é possível ler a inscrição “HOME”, Kubrick posicionou estrategicamente a câmera de forma que os faróis do “Durango 95”, imitassem o visual assimétrico causado pelo cílios postiço de Alex.

StripMe-post-LM6

7) Essa cena recria uma pintura de Vincent Van Gogh, Prisioneiros se Exercitando (1890).

StripMe-post-LM7

8) Alex foi o primeiro psicopata da história do cinema a conquistar a simpatia do público, causando muita polêmica. Alguns acusavam o filme de incitar a violência. Dentre outros famosos psicopatas carismáticos que conquistaram a simpatia do público estão Hannibal Lecter e Coringa. No mundo real, temos o célebre caso de Charles Manson.

StripMe-post-LM8

9) No Brasil, o filme entrou na lista de obras proibidas pela censura do governo militar, fazendo com que os cinéfilos fossem assistir a polêmica obra em países vizinhos, como o Uruguai. Quando foi liberado em 1978, só conseguiu ser exibido nas salas com ridículas bolinhas pretas sobrepostas nas cenas de nudez (mesmo com classificação para maiores de 18 anos).

StripMe-post-LM9

10) Os Rolling Stones chegaram perto de estrelarem no filme, mas o empresário da banda não foi bem sucedido em garantir do escritor os direitos para a adaptação. O projeto acabou ficando nas mãos de Stanley Kubrick, que chegou a considerar tal elenco, mas acabou optando por Malcolm McDowell (cuja interpretação foi aclamada pela crítica). Apesar do veredito, o magnata da música Andrew Loog Oldham se empenhou em fazer com que os quatro “droogs” fossem interpretados por Mick Jagger (que viveria Alex), Charlie Watts, Brian Jones e Keith Richards.

Oldham admite que estava inspirado em transformar os Stones em astros do cinema depois do sucesso dos primeiros filmes dos Beatles “A Hard Day’s Night” e “Help!”. Oldham, o empresário da banda durante os anos 60, responsável por disseminar a imagem de bad boys dos integrantes, também revela: “Não consegui os direitos autorais para fazer “A Clockwork Orange” porque Anthony Burgess pensava que estava com câncer, então, desesperado, acabou vendendo os direitos para outros. Oldham, então, acabou produzindo o documentário “Charlie Is My Darling”, sobre uma turnê da banda na Irlanda.

StripMe-post-LM10a


 

Sobre a Strip Me

Alex DeLarge é o delinquente mais carismático da história do cinema. Foi por isso mesmo que criamos a Camiseta Laranja Mecânica, de fãs para fãs. Uma homenagem a Alex, seus Droogs e ao gênio Stanley Kubric. Além das camisetas de filmes, em nosso site você também encontra camisetas de bandas e camisetas de seriado, vem conferir http://www.stripme.com.br

Scarface Facts: 10 coisas que você (possivelmente) não sabia

Scarface Facts: 10 coisas que você (possivelmente) não sabia

Inspirado no clássico de 1932 de mesmo título, Scarface retrata a violenta carreira (com o perdão do trocadilho) de um refugiado cubano que sobe na vida à bala, chegando ao topo do império da cocaína em Miami.

stripme-scarface-8

Tá, isso você já sabia. Mas talvez você não soubesse que:

  1. Apesar do clima e enredo Miami do filme, a maioria das filmagens foi feita em Los Angeles. Isso porque o Conselho de Turismo de Miami barrou a produção na cidade com medo de queda no número de visitantes, já que o filme retratava o submundo local.stripme-scarface-4
  2. Bizarro ou não, Oliver Stone escreveu o roteiro de Scarface durante seu vício em cocaína.
  3. Já Brian De Palma, ficou tão aficionado pelo roteiro que abandonou seus planos de dirigir Flashdance. Obrigado Brian!
  4. Steven Bauer, que interpreta o fiel escudeiro Manny Ribera é o único ator cubano no elenco principal. Falando em Manny, sabe quem foi também cotado para o papel: há, John Travolta!stripme-scarface-6
  5. A palavra fuck (e suas diversas variações) é usada 226 vezes no filme, o que dá uma média de 1.32 fucks por minuto.
  6. Saddam Hussein (isso, ele mesmo) colocou o nome de Montana Management em uma de suas empresas do segmento de lavagem de dinheiro.stripme-scarface-3
  7. O filme inspirou o seriado Miami Vice e o jogo GTA Vice City.
  8. O sobrenome Montana é uma homenagem de Oliver Stone ao jogador de futebol americano Joe Montana.
  9. Steven Spielberg deu uma mãozinha na direção das cenas de tiroteio contra os bolivianos.stripme-scarface-7
  10. Tony Montana é o personagem favorito de Al Pacino. A gente concorda, Al!

A Strip Me

Camisetas de filmes, camisetas de seriados, camisetas de rock: tudo isso você encontra na Strip Me. E, fãs que somos de Scarface e da atuação fodástica de Al Pacino, fizemos uma homenagem para fãs que procuram uma camiseta tão cheia de personalidade quanto o filme. Com vocês, Camiseta Tony Montana, disponível no site: www.stripme.com.br 

strip-me-scarface-post-produtos

Guia de Estilo: Tony Montana

Guia de Estilo: Tony Montana

Há 31 anos, Scarface foi lançado e redefiniu o sonho americano por várias gerações. Da sarjeta ao topo do mundo, Tony Montana se tornou uma figura que todos queriam imitar.

Basicamente, o filme glorifica as possibilidades que o comércio de cocaína oferecia a qualquer sujeito disposto a sujar as mãos no início dos anos 80. Carros, mulheres e animais exóticos eram alguns dos itens favoritos de ostentação, mas a coisa mais importante para reafirmar o status dos senhores do tráfico eram as roupas.

Al Paccino esbanja estilo interpretando Tony Montana, por isso, fizemos uma compilação de looks opulentos que o protagonista desfila no clássico. Espia só!

Look 1. Floral a la turista

estilo1

Logo na primeira cena em que vemos Tony Montana, ele está com uma camisa floral que seria o centro das atenções em qualquer ambiente. Chegou chegando.


Look 2. Tony Sports

estilo2

Esse é o outfit usado por Tony para jogar basquete, mais elegante do que qualquer coisa que você já tenha usado em qualquer atividade esportiva, vai?!


Look 3. The Tiger

estilo3

Tá, você quer uma camisa com estampa de tigres agora. Eu também. No filme esse é o look com que Tony entra em uma das transações de drogas mais violentas e que mais deram errado na história do cinema. Tá lembrado?


Look 4. Dress-code: Reunião de Negócios

estilo4

Quando você vai se encontrar com o chefe pela primeira vez, é melhor você se vestir de forma adequada.


Look 5. Sente o sucesso

estilo5

Depois de alguns meses de trabalho bem sucedido, Tony e seu parceiro Manny começam a se vestir como caras que mandam em Miami. E pra compor o look, nada como um drink bem discreto às três da tarde só pra mostrar que você pode.


Look 6. Animal Print

estilo6

Mais do que um terno elegante e óculos de sol gigantes, estilo mesmo é combinar o look com o tigrado nos bancos do seu Caddy amarelo conversível.


Look 7. Ouro e seda

estilo8

Só alguém que está definitivamente rumo ao topo, como Tony, pode usar um look tão peculiar. Imagina no happy hour? Imagina na boate? Sucesso.


Look 9. Terno de $ 800

estilo9

O terno de 800 dólares ganhou algumas manchas nessa cena, ossos do ofício. No fim das contas, até incrementou o estilo bad ass, motherfucker de Tony Montana.


Look 10. Casual

estilo10

Tony se veste de acordo com o dinheiro que acumula. Afinal, usar uma camisa de smoking branca pra ficar em casa de boa não é pra qualquer um.


 

Espaço reservado pro merchan \o/

A Strip Me é uma marca voltada pra cultura pop e o estilo urbano. Desenvolve camisetas de filmes, camisetas de bandas, camisetas de seriados e acessórios modernos e descolados. Essa camiseta é uma homenagem ao filme e ao estilo matador (com o perdão do trocadilho) de Tony Montana, de fãs para fãs. Corre lá pra loja virtual www.stripme.com.br pra garantir a sua!

t-shirt-tony

Tiros e Mullets: top 10 filmes de ação dos anos 80. Por José Rubens

Tiros e Mullets: top 10 filmes de ação dos anos 80. Por José Rubens

Obviamente que, sendo um top 10, essa lista ficará sem inúmeros excelentes títulos dessa época tão maravilhosa para o cinema, principalmente para o cinema que não requer muito do roteiro, do diretor e muito menos dos atores, mas sim das armas, das explosões, dos golpes e dos bíceps que rasgam as agarradas camisetas brancas sujas de terra, lama, sangue ou só suor mesmo.

1. Braddock – O Super Comando (1984)

Ah, o Chuck Norris, o grande republicano campeão de Karatê, na década de 80 não teve jeito, ele teve que deixar os chutes de lado e se entregar às armas de grosso calibre, Braddock pertence aos primórdios dessa vertente que consagrou esse antológico ator, e também eternizou aquela extraordinária cena do round house kick na televisão, que hoje serve de matéria prima para inúmeras montagens.


2. Rambo – Programado para Matar (1982)

As pessoas podem não acreditar, mas o primeiro filme da série ‘Rambo’ é um filme sério, neles vemos um desolado veterano da Guerra do Vietnã que não se sente mais capaz de se enquadrar na sociedade, John Rambo vê todos os seus amigos de combate batendo as botas e fica sozinho no mundo, aí então a prepotência de um policial de uma cidadezinha na casa do c****** desperta novamente a máquina de matar adormecida dentro de Rambo. Nesse filme vemos um Stallone um pouco mais dramático, mas ainda assim com sangue no zóio. Aí veio Hollywood, os ideias do Reagan, a faxinha vermelha, Rambo II, Rambo III, Rambo IV…


3. Duro de Matar (1988)

De todos os protagonistas, sem dúvida alguma, John McClane é o mais carismático: ele xinga, faz piadinha fora de hora (muitas das quais não tem graça), veste um defunto de Papai Noel e por aí vai. Duro de Matar é realmente incrível porque, além de muito bem feito, tem momentos em que nem mesmo o filme leva o gênero de ação a sério, e ah, fãs de Harry Potter vão adorar saber que o vilão é o Snape (falo mesmo, chorem ateus).


4. Máquina Mortífera (1987)

Antes de Mel Gibson se tornar um velho barbudo que irrita judeus e cristãos, ele era um nome muito forte no gênero de ação, e isso começou graças a ‘Mad Max’ e se consolidou graças a ‘Máquina Mortífera’. Parceiro de Danny Glover na série, ele interpreta um policial meio (totalmente) lunático que tem uma paixão imensa por disparos frenéticos e Marlboro vermelho.


5. O Exterminador do Futuro (1984)

Pronto, chegamos nele, o Pelé dos filmes de ação, o Michael Jordan da destruição, o Elvis Presley da explosão, o Charles Chaplin da sanguinolência, o Muhammad Ali do caos: Arnold Schwarzenegger. Bom, aqui ele interpreta um robô enviado do futuro que tem como objetivo matar a mãe de um cara, sendo que ele ainda não nasceu, para evitar que ele nasça, pois no futuro ele vai ser um grande inimigo das máquinas assassinas criadas por uma empresa chamada Skynet. Confuso? Um pouco, mas temos Arnold matando tudo o que vê pela frente.

http://www.youtube.com/watch?v=lHz95RYUbik


6. Stallone Cobra (1986)

Até hoje não entendi de quem foi a ideia de colocar o nome do ator principal na versão brasileira do título desse filme, mas enfim, isso é o de menos, porque aqui temos um policial implacável que entra em rota de colisão com uma gangue de lunáticos munidos de armas e machados que querem “purificar a sociedade”. Aqui, temos Stallone, sendo Stallone, no melhor estilo Stallone. Sem falar que esse filme também criou um punhado de frases sensacionais que marcaram época (a da doença e da cura, a do cocô e etc.).


7. Robocop (1987)

Esse realmente representa o que eram os anos 80, se existisse um carimbo que representasse datas, esse carimbo seria Alex Murphy já transformado em máquina. A ideia a princípio parece muito doida, e é, mas funciona muito bem. Também, como não funcionar, um robô policial abate bandidos de forma lendária ao som de uma música tema mais lendária ainda.


8. Comando Para Matar (1985)

Outra vez o Arnold, agora salvando sua filha das garras de um perigoso grupo de mercenários, esse foi o primeiro filme do grande “tesouro nacional importado da Austria” que é Schwarzenegger, representando o papel de bom homem que luta pelos valores da família, pela democracia e pelo bem estar social (com muita morte, óbvio).


9. Chuva Negra (1989)

Quem diria que o ex-galã e atual ator viciado em sexo, Michael Douglas, fosse um dos brucutus do cinema de ação dos anos 80. Pois bem, ele foi e exerceu o papel muito bem, em ‘Chuva Negra’, onde escolta um membro da Yakuza para ser preso no Japão, o cara escapa e ele persegue o cara pelo país. Não parece legal? Se você falou não, você é um mané, porque parece sim.


10. Predador (1987)

Uma floresta sombria da América do Sul, um alienígena assassino colecionador de cabeças portando uma tecnologia sobrenatural, mercenários e claro, Arnold. Pronto, já é suficiente para se tornar indispensável.

http://www.youtube.com/watch?v=f4YKFAjPj9o


por José Rubens


Sobre a Strip Me:

A Strip Me desenvolve camisetas de rock, camisetas de filmes, camisetas de bandas e camisetas de cultura pop com estampas criativas e originais, além da linha de acessórios modernos e exclusivos. Confira todos os produtos em nossa loja virtual: www.stripme.com.br

Soundtrack: 11 trilhas sonoras sensacionais

Soundtrack:  11 trilhas sonoras  sensacionais

Não é regra, mas deveria ser: se o filme é bom, a trilha sonora é genial. É por essa razão que alguns filmes contêm trilhas sonoras tão boas que acabamos por associar, eternamente, as músicas que tocam no filme com as cenas e os personagens; e aí, o “estrago” está feito.

Alguns diretores também atacam tão bem de DJ na escolha das músicas, que suas trilhas sonoras acabam por se tornar referência, como é o caso de Scorsese e, claro, Tarantino. Esse último, aliás, já revelou em entrevistas que ao escrever o roteiro de seus filmes, o primeiro passo é selecionar a trilha sonora, que dará vida e clima aos personagens.

Então, nessa pegada toda de filmes e trilhas, garimpamos o youtube e selecionamos 11 Soundtracks originais de ótimos filmes que valem a pena ser escutadas. Dá o play e divirta-se!

1. I am sam

http://www.youtube.com/watch?v=Y3uLCTfle24


2. Django Unchained

http://www.youtube.com/watch?v=uyx3T3neIDY


3. Pulp Fiction


4. Trainspotting

http://www.youtube.com/watch?v=SapClGprE2A


5. The Wolf of Wall Street (O lobo de Wall Street)


6. School Of Rock (Escola de Rock)


7. Scarface


8. Fight Club (Clube da Luta)


9. Reservoir Dogs (Cães de Aluguel)


10. Juno


11. Into the Wild (Na Natureza Selvagem)


Sobre a Strip Me:

A Strip Me desenvolve camisetas com estampas criativas e originais. Visite nossa loja virtual, onde, além de camisetas de rock, camisetas de filmes e camisetas de cultura pop, você também encontra diversos acessórios modernos e exclusivos. Acesse: www.stripme.com.br

10 filmes imperdíveis com temática musical

10 filmes imperdíveis com temática musical

A música no cinema pode ir muito além da trilha sonora, deixando de ser coadjuvante para se tornar o principal elemento no desenvolvimento da história. E quando essa história cai nas mãos de diretores geniais e atores inspirados, o resultado é quase sempre inesquecível. Pensando nisso, preparamos uma lista de filmes onde a música é protagonista. Aperte o play e confira!

• Sid & Nancy: Love Kills

 sid-nancy

Sex Pistols, Sid Vicious e Nancy Spungen. Essa mistura explosiva de elementos foi retratada no filme “Sid & Nancy”, de 1986. Sexo, drogas, maluquices, violência e muito punk rock permeiam toda a história. Baseado em fatos reais, o filme faz um belo retrato do nascimento do punk rock na Inglaterra no fim dos anos 70, e é obrigatório para todos os fãs de rock and roll, punk rock e, principalmente, de Sex Pistols.


• Almost Famous (Quase Famosos)

quase-famosos

Possivelmente um dos melhores filmes com temática rock and roll já feitos, “Quase Famosos” é um retrato fiel do cenário rock americano dos anos 70. Dirigido por Cameron Crowe, o filme retrata o ponto de vista de um garoto de 15 anos que é contratado pela prestigiada revista Rolling Stone para acompanhar a primeira turnê da banda Stillwater. Detalhe: o próprio diretor Cameron Crowe, aos 15 anos, também trabalhou para a Rolling Stone, acompanhando excursões de bandas como Led Zeppelin.

https://www.youtube.com/watch?v=lEnYVwctef0


• Ray

ray

Poucos astros da música tiveram um talento tão extraordinário e uma carreira tão incrível quanto Ray Charles. Estrelado por Jamie Foxx, o filme “Ray” percorre a história de vida de Ray Charles desde sua infância pobre em uma pequena cidade no estado da Georgia até sua ascensão no mundo da música. Riquíssimo em detalhes da vida do músico, o filme deu a Jamie Foxx o Oscar de melhor ator em 2005, por sua atuação impecável. Filme inquestionável e inesquecível!


• The Runaways (Garotas do Rock)

The-Runaways

Estrelado por Dakota Fanning e Kristen Stewart, The Runaways é uma adaptação do livro “Neon Angel: A Memoir of a Runaway”, escrito pela vocalista original da banda, Cherie Currie. O início da banda, as dificuldades e a relação conturbada entre as duas estrelas, Joan Jett e Currie, são retratadas. Não se trata de uma megaprodução, nem mesmo de um filme de encher os olhos, mas, para os fãs de rock and roll, The Runaways é uma bela diversão.


• Pink Floyd – The Wall

the-Wall

Baseado no clássico álbum “The Wall”, do Pink Floyd, o filme foi escrito pelo próprio mandachuva da banda, o baixista Roger Waters. Poucos diálogos, cenas memoráveis, surrealismo, ótimas animações e uma bela atuação de Bob Geldof são alguns dos ingredientes do filme que, em alguns momentos, parece um videoclipe sem fim. O destaque vai para a trilha sonora, o próprio álbum “The Wall”.


• Walk the Line (Johnny and June)

walk_the_line

A incrível e conturbada história de vida de Johnny Cash, desde sua infância numa vila rural até o sucesso na música ao lado de nomes como Elvis Presley e Jerry Lee Lewis, é retratada nesse filme sensacional, de 2005, dirigido por James Mangold. O estilo de vida rebelde e errático de Johnny Cash ganha vida na atuação impecável de Joaquin Phoenix. Destaque também para a ótima atuação de Reese Witherspoon no papel de June Carter. Tanto para fãs de cinema como para fãs de música, Johnny and June é um filme imperdível.

https://www.youtube.com/watch?v=PYy0sfFwm4E


• Cadillac Records

cadillac-records

Chicago, final década de 1940. O rico cenário musical da cidade é retratado nessa bela biografia musical que acompanha as tentativas de Leonard Chess, dono da gravadora Chess Records, em encontrar e gravar talentos baseados no blues. Muddy Waters, Chuck Berry, Little Walter e Etta James são algumas das estrelas que passaram pela gravadora e são retratados no filme. Cadillac Records é um belo e romântico recorte da rica música negra americana. Destaque para as atuações de Adrien Brody e Beyoncé.


• A Hard Day’s Night (Os Reis do iê iê iê)

hard-days-night

Primeiro filme realizado pelos Beatles, “A Hard Day’s Night” é um deleite para todos beatlemaníacos. O filme se passa em 1964, auge da beatlemania, e retrata os próprios Fab Four lidando com a histeria coletiva de milhares de fãs. Em poucas palavras, “A Hard Day’s Night” é simples, divertido e obrigatório.

https://www.youtube.com/watch?v=wiW003U4iA8


• I’m Not There (Não estou lá)

im-not-there

Ícone musical, poeta, transgressor, profeta, porta-voz de uma geração… Muitos são os adjetivos possíveis para qualificar Bob Dylan, ao passo em que muitas também foram as fases distintas vividas pelo músico. Nesse filme de 2007, seis atores interpretam diferentes fases da vida de Dylan. Original e criativo, o filme se destaca também pelo belo elenco, que conta com nomes como Christian Bale, Cate Blanchett, Heath Ledger, Richard Gere, dentre outros.


• High Fidelity (Alta fidelidade)

high_fidelity_d

Baseado no best-seller homônimo de Nick Hornby, “Alta Fidelidade” retrata a vida de Rob Gordon, um dono de uma loja de discos de vinil à beira da falência e suas investidas fracassadas no amor. Enciclopédia pop ambulante, Alta Fidelidade se tornou um filme cult obrigatório para fãs de música em todo o mundo.

 


Sobre a Strip Me:

A Strip Me desenvolve camisetas com estampas criativas e originais. Seu foco são camisetas de rock, camisetas de filmes e camisetas de cultura pop, além de acessórios exclusivos. Confira nossa loja virtual: www.stripme.com.br

Cadastre-se na Newsletter
X

Receba nossos conteúdos por e-mail.
Clique aqui para se cadastrar.